Sem Categoria

O homem não nasceu para ser rascunho

Uma ferida latente e nem tão recente assim atinge nossa sociedade. É a chamada vida dupla. O homem atual, cada vez mais, sente necessidade de se transformar, de se adequar, de se encaixar aos ambientes que frequenta. Por haver  uma necessidade imensa de aceitação, muitas características que talvez não façam parte da identidade dele acabam fazendo, transformando a duplicidade de vida em um fato constante de seu cotidiano.

Diante disso, o homem tem a experiência de se dividir, o que lhe causa traumas psicológicos maiores, para conseguir satisfazer ao seu superior e, não a si mesmo. Esse constante esquecimento de si, faz com que a moral, os valores de sua identidade original, se percam. Dessa forma, se perde o homem em si, pois, ele se autodestrói ao tentar viver uma vida que não é sua.

O fato é que, é pregado uma ideologia de ‘felicidade a qualquer custo’ onde o homem deixa que sua natureza humana seja transformada em um objeto. A plenitude trazida em sua essência é esvaziada em troca de migalhas, fazendo com que, sua face seja um papel escrito em frente e verso, apresentando um lado para cada situação que lhe aprouver. Essa aparência carrega traços de rascunho, dos quais são utilizados para consulta e depois, amassados e jogados no lixo.

O homem que vive, literalmente, a sua vida, entende que ele foi criado para ser inteiro, não pela metade. O tempo de ‘vida útil’ das pessoas diminui, quando desejam ser tratadas como rascunho.

O homem foi feito para deixar marcas na história e, têm-se muitos exemplos de pessoas que incendiaram o mundo, por terem sido quem deveriam ter sido até o fim de sua vida. Contudo, parece que a cada dia que passa, o homem perde a vontade de ser quem é e, dessa forma, perde a oportunidade de incendiar o mundo com sua identidade, sua vida e história. É preciso descobrir logo o motivo, a missão que foi impressa na sua criação, antes que seja tarde e, acabe por findar numa vida dupla, de mero rascunho que, logo será descartada.

Artigo: Lucas Silva Bezerra (postulante da Comunidade de Aliança)


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *