Shalom

Para Deus, é possível um carioca largar os blocos de rua por um retiro de Carnaval

comshalom

Dizem que o Carnaval está no sangue do carioca. O Rio de Janeiro se transforma nas semanas que cercam a festa. Turistas de diversos partes do mundo chegam à cidade. Os blocos invadem as ruas. Não tem uma esquina onde não se ouve música alta e muito samba. A programação de festas é intensa, marcada, especialmente, pelas feijoadas promovidas pelas escolas de samba. Abrir mão de tudo isso para participar de um retiro de Carnaval parece impossível. Mas, como diz o tema do Reviver Rio, “para Deus nada é impossível”. Esta foi a experiência de Alex Lopes, de 28 anos.

Alex conta que há seis anos começou a programar o seu Carnaval com bastante antecedência. Em janeiro, ele já buscava fazer um pré-Carnaval com os amigos. Festas, bebida, viagens, mulheres. Era isso que ele buscava. Segundo ele, o ápice eram os dias de festa. E foi, justamente, a partir do que ele tanto curtia que Deus começou a atraí-lo para o seu Amor.

De acordo com ele, no Carnaval do ano passado, ele teve uma frustração com um “amor de verão” e foi, a partir desta decepção, que começou a despertar o desejo de voltar para a Igreja. O retorno se deu com o convite de um amigo, que também buscava retornar. E, por Providência de Deus, eles foram parar na noite de louvor da Comunidade Católica Shalom e, desde maio, começaram a trilhar um caminho de vida de oração.

O Reviver Rio 2018 é a primeira vez que Alex participa do retiro de Carnaval da Comunidade Shalom. “Durante o retiro, me passava uns flashes: ‘eu poderia estar agora em um bloco’. E eu estou muito feliz de não estar lá. Se não fosse a graça de Deus, eu estaria lá. Eu vejo o quanto eu procurava estar feliz naquilo tudo, mas na verdade eu estava cumprindo um script que o mundo me impôs. Eu fazia muito o que a galera esperava de mim. Na verdade, essa alegria que eu procurava está aqui e eu não quero largar isso. Deus me motiva estar aqui com ele todo dia e eu não quero me distanciar dele. Quero, pelo contrário, me aprofundar mais nisso”, contou.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *