Notícias

Saiba como está Nathan, o menino que emocionou o Papa Francisco no Brasil

Jovem também conta o que diria ao Papa Francisco se o encontrasse hoje.

Nathan fez o Papa Francisco chorar quando foi ao seu encontro e disse que queria ser padre.

Em 2013, Nathan de Brito tinha 9 anos. O menino protagonizou um abraço no Papa Francisco que se tornou umas das imagens marcantes da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) realizada na Cidade do Rio de Janeiro. “A princípio eu não iria para o Rio mesmo morando em Cabo Frio, fomos eu e mamãe para o santuário de Aparecida com uma caravana para vermos o Papa lá, mas infelizmente não conseguimos vê-lo de perto”, conta o jovem, hoje, aos 16 anos, com exclusividade ao portal comshalom.org

Cada detalhe do que aconteceu naqueles dias ainda é vivo na memória do Nathan. “No Rio nós não tínhamos hospedagem, uma vez que não conseguimos ir como voluntários, mas Deus providenciou uma amiga que nos cedeu sua casa no bairro Riachuelo. Fora esses obstáculos a ‘viagem’ foi muito boa e prazerosa, principalmente pela atmosfera religiosa que se criou na cidade do Rio de Janeiro”, recorda.

O encontro marcou sua história para sempre

Aquele encontro  inesperado de Nathan com o sucessor de Pedo marcou sua história para sempre e produziu muitos frutos. “Minha vida de oração aumentou bastante, a certeza da minha vocação foi cada vez mais se consolidando e, acima de tudo, a minha admiração ao Papa que já era grande, ficou ainda maior”, elenca o jovem que ainda revela como faz para manter aceso o fogo do chamado vocacional. 

“Busco cultivar meu chamado através de uma vida de oração regular, participação na Santa Missa diária e em tudo aquilo que edifica a minha vocação e vida”. A família também tem participação especial nesse chamado. “Acima de tudo na aceitação deles, que querendo ou não doam um filho à Igreja e é claro através do seu apoio. Faço uma menção aqui a minha grande inspiração familiar que é mamãe”, destaca.

E o chamado ao sacerdócio, aquele que expressou entre lágrimas no abraço no Papa, que passos deu em sua direção? O jovem conta com muita alegria que foi admitido ao aspirantado da Ordem dos Frades Menores. “Atualmente vivo o meu aspirantado externamente, na casa da minha família, por não ter concluído o ensino médio ainda. Como próximas etapas do processo de formação da ordem têm-se o postulantado e o noviciado, logo após iniciarei a filosofia e por fim a teologia no ITF de Petrópolis. Será no período da teologia onde professarei os votos perpétuos e receberei a ordenação diaconal e sacerdotal se Deus quiser”, explica. 

Nossa Senhora Aparecida e São Miguel

O jovem encontra nos santos a inspiração para o chamado de todo cristão à santidade. “Tenho particular devoção ao arcanjo Miguel e à Virgem Maria sob o título de Aparecida, aspiro o exemplo de santidade do grande patriarca são José, a humildade do meu seráfico pai São Francisco e o ímpeto evangélico de são João XXIII”.

Aos jovens, Nathan tem um recado: “a você jovem que se sente chamado ou ainda não discerniu o chamado, se abandone sem reservas à vontade de Deus, reflita em seu íntimo ao que te chama nosso Pai e esteja pronto para dizer sim, não às suas vontades ou desejos, mas sim à vontade do criador. Lembre-se do que nos disse Jesus ‘Coragem eu venci o mundo!'”

E se Nathan encontrasse o Papa Francisco, o que diria a ele 8 anos depois do encontro emocionante? O jovem gravou um vídeo contando o que diria.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *