Formação

Santa Teresa D’Ávila, um exemplo de vida de oração

Assim como muitos de nós, Teresa também enfrentou dificuldades concretas como a dispersão e a pouca motivação para rezar. No entanto, uma vez apaixonada por Jesus, decidiu perseverar neste caminho interior (e não voltou atrás). Conheça o seu itinerário.

comshalom

Nos aproximamos da celebração do dia de Santa Teresa D’Ávila, doutora da Igreja e responsável pela reforma do Carmelo, sendo assim, inspiração para o catolicismo. Sua história é marcada por uma vida de oração intensa e profunda. A contemplação e o profundo louvor também são características de sua vida religiosa, que inaugurou um novo caminho disseminado até hoje em todo o mundo.

Juventude

Santa Teresa nasceu em Ávila, na Espanha, no ano de 1515. Seus pais, Alonso Sanches de Cepeda e Beatriz Dávila e Ahumada, deram a ela uma educação apurada e cercada de muitos cuidados. Teresa gostava muito de ler livros que falavam da vida dos santos católicos. Com o falecimento da sua mãe quando ela era ainda adolescente, seu pai decidiu mandá-la ao mosteiro a fim de resguardar a sua honra. A princípio, ela não queria se tornar freira, mas aos poucos essa vontade de doar sua vida a Deus foi crescendo em seu coração. Aos 20 anos, foi para o Convento Carmelita de Encanacíon, em Ávila.

Experiência de conversão

No Carmelo, inicialmente, Teresa viveu sua vocação de maneira medíocre. Este início de vida religiosa conturbado se deu pelo fato de Teresa não ter profundidade na oração. Isso mudou radicalmente após a vivência da cura de uma enfermidade. Ali ela experimentou o sentido do matrimônio espiritual através do fenômeno místico da “transverberação”. Teresa sentiu que um anjo perfurava seu coração com um dardo em chamas, e foi abrasada pelo amor de Deus. O acontecimento mudou o curso da sua vida, que passou a ser pautada na busca pela profundidade espiritual através da vida interior, único recurso capaz de acessar o coração divino. A vida de oração e o percurso para alcançar a Pátria Celeste foi o grande legado que Teresa deixou na terra. Apaixonada por Jesus, ela tornou-se então, uma grande mestra no assunto e desenvolveu um método de oração parada e contemplativa.

Santa Teresa era uma mulher de personalidade extraordinária e tinha muito prazer em viver. Após a sua experiência de conversão, tornou-se extremante apaixonada por Jesus Cristo. Era uma excelente cozinheira, e até mesmo nas simples tarefas do cotidiano como cozinhar, dizia que “encontrava Deus nas panelas”. Ela foi uma mulher forte, alegre e deixava a sua marca em tudo o que fazia. Por meio da vida de oração, ensinou uma nova geração de carmelitas a ver Deus nas pequenas coisas e a louvá-lO pelas maravilhas que Ele realiza, pelo Seu amor gratuito e apaixonado.

Santa Teresa D’Ávila, rogai por nós!


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *