Formação

Santa Teresa de los Andes, discípula fiel da grande mestra Teresa de Ávila

A jovem foi uma monja carmelita chilena, recebeu o nome de Juana Fernández Solar, mas a chamavam de Juanita. Desde a adolescência viveu fascinada pela figura de Jesus.

comshalom

A adolescência é um dos momentos mais significativos da vida humana. Alguns nomes da história e cultura ocidentais, como Hesíodo, poeta épico da Grécia, do século VIII a.C. via a adolescência com um certo tom de ironia e severidade. Entre outras coisas, ele dizia: “Não vejo esperança para o futuro de nosso povo se ele depender da frívola mocidade de hoje, pois todos os jovens são indizivelmente frívolos… Quando eu era menino, ensinavam-nos a ser discretos e a respeitar os mais velhos, mas os moços de hoje são excessivamente sabidos e não toleram restrições“. Mas o que isso tem a ver com Santa Teresa de los Andes e Santa Teresa de Ávila?

O fato é que, devido a rótulos como esses, dizem alguns pesquisadores não ter havido no mundo antigo, até a Alta Idade Média, qualquer contribuição para as questões e desafios da adolescência e juventude. Jean-Jacques Rousseau (1712-1778), considerando o grau de transformação próprio dessa etapa, defendia que a adolescência seria um segundo nascimento. Olhando ainda que superficialmente para as teorias desses pensadores, poderíamos nos perguntar: adolescentes e jovens, podem ser santos?

Teresa de los Andres nos oferece uma resposta

Sim, sim e sim! Adolescentes e jovens podem ser grandes santos. Teresa de Los Andes foi uma santa adolescente, um pouco diferente de Santa Teresa de Ávila. Sua vida foi um grito de respostas a essa pergunta da introdução. Essa jovem de Deus nasceu em Santiago do Chile a 13 de julho de 1900. Em seu batismo, recebeu o nome de Joana Henriqueta Josefina dos Sagrados Corações Fernández Solar. Em sua família era carinhosamente chamada de Juanita, apelido esse que ainda hoje é utilizado por alguns devotos. Viveu uma infância normal e feliz. Seu pai era Miguel Fernández, sua mãe Lúcia Solar. Eles ainda tiveram mais cinco filhos. Teresa ainda pôde desfrutar da companhia do avô materno, tios, tias e primos. A família gozava de boa posição econômica e guardava fielmente a fé vivida com sinceridade e constância.

As transformações físicas, psicológicas e intelectuais que todos nós vivemos na infância, adolescência e juventude podem e devem ser iluminadas por outro aprofundamento e crescimento, o espiritual. Essas etapas foram vivenciadas por Teresa e iluminadas por sua experiência e relação com Deus. Essa graça foi plasmando em sua alma o perfil de santidade pensado pelo Criador. Foi, de fato, uma pequena gigante, que não teve medo de ter Deus como centro de sua vida.

Colégio católico, um detalhe interessante

Juanita recebeu a formação escolar no colégio das Irmãs Francesas do Sagrado Coração. Uma curta e intensa história passada entre a família e o colégio. Aos catorze anos, movida por Deus, já ela se decidiu a consagrar-se a Ele como religiosa, pois queria ser carmelita. Este seu desejo se realizou em 7 de Maio de 1919, quando entrou no pequeno mosteiro do Espírito Santo na povoação de Los Andes, a cerca de 90 km de Santiago. Vestiu o hábito de carmelita no dia 14 de outubro desse mesmo ano, iniciando assim o noviciado com o nome de Teresa de Jesus. Há ainda relatos de que teria intuído que morreria jovem. Dizem esses relatos que ela teria feito uma partilha com o seu confessor um mês antes da sua partida.

Assumiu a morte com alegria, serenidade e confiança, certa de que na eternidade continuaria a sua missão de interceder por seus irmãos e amar a Deus. Após muitas tribulações interiores e indizíveis padecimentos físicos, causados por um violento ataque de tifo que lhe consumiu a vida, teve seu encontro definitivo com Deus no dia 12 de abril de 1920. Antes, porém, recebeu com fervor e piedade os santos sacramentos da Igreja. Fez ainda no dia 7 de abril, de modo antecipado, sua profissão religiosa, com uma liberação especial devido à iminência da morte, pois era ainda noviça e faltavam-lhe três meses para completar os 20 anos de idade.

Uma jovem santa, uma santa jovem

Sua santidade de vida resplandeceu nos atos ordinários de cada dia em qualquer ambiente onde viveu: a família, o colégio, as amigas, os vizinhos com quem passava parte das suas férias e a quem, com zelo apostólico, catequizou e ajudou. Sendo jovem igual a todas as suas amigas, estas reconheciam-na diferente. Tomaram-na por modelo e conselheira. Juanita sofreu e gozou intensamente em Deus as penas e alegrias comuns a todas as pessoas. Jovial, alegre, simpática, atraente e comunicativa. Adolescente ainda, alcançou perfeito equilíbrio psicológico e espiritual, como fruto de ascese e oração. A serenidade do seu rosto era o reflexo do Deus que nela habitava.

A sua vida no convento, de 7 de Maio de 1919 até à morte, foi o último degrau da sua ascensão ao cume da santidade. Nada mais que onze meses bastaram para consumar uma vida totalmente configurada a Cristo. Rapidamente a Comunidade descobriu nela a passagem de Deus na sua própria história. No estilo de vida carmelitano, a jovem encontrou plenamente o espaço por onde derramar as torrentes de vida que queria oferecer à Igreja de Cristo. Era o mesmo estilo de vida que, a seu modo, vivera na família e a que se sentia chamada. A Ordem da Virgem Maria do Monte Carmelo culminou os desejos de Juanita ao comprovar que a Mãe de Deus, a quem amou desde pequena, a tinha atraído para pertencer-lhe.

Reconhecimento da Igreja

Foi beatificada em Santiago do Chile por Sua Santidade, o Papa João Paulo II, no dia 3 de abril de 1987. Os seus restos são venerados no Santuário de Auco Rinconada dos Andes por milhares de peregrinos que buscam e encontram nela a consolação, a luz, e o caminho para Deus. Santa Teresa dos Andes é a primeira santa chilena, a primeira santa carmelita descalça fora da Europa e a quarta “Santa Teresa” do Carmelo, depois de Santa Teresa de Ávila, Benedita da Cruz e de Lisieux.

Que Deus nos abençoe e nos cumule de graça, pelo testemunho e intercessão dessa serva, para que também nós possamos amá-lo e servi-lo sob toda e qualquer condição.

Santa Teresa de Los Andes, intercedei por nós.

Gostou de saber a ligação que Santa Teresa de los Andes tem com Santa Teresa de Ávila? Confere mais abaixo.

 

Leia também:

Santa Teresa de los Andes, uma chilena carmelita

10 frases de Santa Teresa dos Andes

Youtube: Emmir Nogueira fala sobre Santa Teresa de Ávila na Vocação Shalom


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *