Institucional

Santo Estevão e a inveja espiritual

É muito nítido perceber na leitura dos capítulos 6 e 7 dos Atos dos Apóstolos, onde se narra a morte cruel de Santo Estevão, a ira e a inveja do povo em relação a fé e a espiritualidade do jovem. “ Não conseguiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava. Eles ficaram enfurecidos e rangeram os dentes contra Estêvão”, diz na palavra, a ponto de avançarem juntos contra Estevão, arrastando-o para fora da cidade e assim, apedrejá-lo.

Pleno do Espírito Santo, tendo os olhos fixos no céu, viu a glória de Deus e Jesus que estava à direita de Deus e disse: “Estou vendo o céu aberto, e o Filho do Homem, de pé, à direita de Deus”, deixando os seus perseguidores mais enfurecidos ainda e por fim, já agonizando, Estêvão clamou dizendo: “Senhor Jesus, acolhe o meu espírito”. O seu martírio ocorreu entre o ano 31 e 36 da era cristã. 

A Igreja mesmo em meio aos festejos Natalinos, celebra hoje, Santo Estevão, o primeiro mártir da fé, também chamado de Protomártir. Ele morreu entregando ao Pai a sua vida, porém, a sua morte não ficou na morte; produziu muitos frutos, muitos cristãos fervorosos, ardorosos e apaixonados por Jesus Cristo.

Ao invejoso, importa que o outro não tenha o que ele deseja. O invejoso não luta para melhorar, para desenvolver ou crescer, pois a ele interessa ficar de prontidão no que outro tem ou possui, cujo objetivo é a destruição, uma vez que ele deseja e não os tem. Assim também acontece com a inveja espiritual. Os anciãos e escribas, ficaram com inveja de Santo Estevão, porque esse, dotado de sabedoria espiritual ganhava todos os debates espirituais nas sinagogas.

Hoje não se jogam mais pedras, porém o sentimento medíocre da inveja, geram calúnias em relação a vítima, fofocas e difamações. Estas, são como pedras em forma de palavras, que cheias de maldades, muitas vezes machucam mais que levar pedradas. 

Que Santo Estevão, nos ensine a combater contra esse terrível veneno da inveja, de toda cegueira espiritual e egoísmo. Que por sua intercessão, o Espírito Santo nos ilumine a “arregaçar as mangas” e lutar em prol de uma vida melhor, conscientizando-nos de que, se continuarmos tendo inveja do outro, ficaremos estagnados, correndo o risco de não se desenvolver ou crescer, morrendo do próprio veneno.

Santo Estevão, rogai por nós!

Angela Barroso


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *