Formação

São Cornélio e São Cipriano, duas fiéis testemunhas

Unidos na fé e no apoio em tempos difíceis, padeceram o mesmo suplício e deram testemunho aos demais cristãos para que permaneçam firmes na Verdade.

comshalom

 

Hoje, motivados pela liturgia da Igreja, vamos fazer memória de mais duas grandes testemunhas da fé, dois bispos santos, São Cornélio e São Cipriano. O costume de fazer memória desses dois servos fiéis no mesmo dia é bastante antigo. Esta data foi escolhida por indicar dois importantes acontecimentos: a renúncia ao trono papal do primeiro e a morte do segundo, por sinal, de modo glorioso, por decapitação, devido ao seu corajoso testemunho de fé e amor a Deus.

São Cornélio, um pastor manso e humilde

Cornélio foi eleito líder da Igreja Católica no ano 251. A circunstância da nomeação já dava indícios de que foi eleito para liderar com grandes combates em favor da fé. Foi nomeado num tempo onde a sede do ministério petrino estava vacante já havia alguns anos. Tudo isso devido às perseguições de Décio, um cruel líder do Império Romano. São Cornélio, nesse tempo, era um sacerdote, um cristão católico de origem romana, talvez um nobre, reconhecido por ser um homem de fé, justo e amoroso.

Contudo, a sua eleição como Papa não foi aceita pelo herege de nome Novaciano, que se autopromoveu, declarando-se Papa e, desse modo, tornou-se o que chamamos até hoje de “antipapa”.  Isso ocasionou um grande cisma na Igreja, precisamente na Cidade de Roma. 

São Cornélio, na época, apoiava, mesmo à distância, o Bispo legítimo, São Cipriano. Porém, seu apoio parece não ter sido reconhecido por alguns, assim, foi acusado de ser muito manso com os divisores. Além disso, uma forte epidemia abateu-se sobre a região romana, em seguida, teve início outra grande perseguição contra os cristãos. Essa perseguição ficou conhecida como perseguição do Galo. Nessa ocasião, o Papa Cornélio foi exilado e preso em Civitavecchia, onde faleceu. Seu corpo foi trasladado e sepultado em Roma nas catacumbas de São Calisto.

São Cipriano e sua profunda conversão

Cipriano nasceu em Cartago, no ano de 210. Ele ficou conhecido naquela época por sua grande habilidade de retórica e capacidade discursiva, dons que contribuíram muito para o bom exercício de sua profissão de advogado e, depois, para o ministério sacerdotal. Conta-se que certo dia, após ouvir alguém proclamando a leitura do Evangelho na Igreja, onde talvez tenha entrado por curiosidade, foi impactado pelas palavras de Jesus. Ali houve uma profunda mudança interior, tanto que ele se converteu à fé cristã. Isso transcorreu no ano 246, de modo que, por seu testemunho de mudança de vida, associado à fama de grande intelectual, foi algum tempo depois ordenado sacerdote e sagrado Bispo. 

Combates encontrados por este grande pastor 

Em Cartago, porém, a realidade dos cristãos não era fácil. Eram crescentes as perseguições lideradas por Décio, depois por Galo, Valeriano e Galieno. Assim, muitos fiéis por medo da morte, optaram por retroceder na fé, voltando às práticas pagãs. 

Com o tempo, alguns se arrependeram e foram acolhidos novamente por Cipriano.  Essa conduta de acolhimento e benevolência desse pastor fiel não foi vista com bons olhos por alguns setores rigoristas da Igreja. As oposições foram enormes. Um opositor em destaque foi um tal padre Nonato que, inclusive, apoiava o antipapa Novaciano. Cipriano partiu então de modo clandestino para Cartago, com o anseio de continuar testemunhando sua fé e ali foi martirizado. 

Peçamos a Deus por todos os bispos do mundo inteiro, que por intercessão desses dois pastores fiéis, nunca descuidem do rebanho do Senhor. 

São Cornélio e São Cipriano, rogai por nós.

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *