Formação

São Gregorio Magno

comshalom

Gregório I, papa, Gregório o magno ou Gregório, o grande,nasceu em Roma filho de Gordiaus e de Santa Silvia, ele começou a suapromissora carreira secular como advogado e recebeu a indicação para prefeitoda cidade e foi um bom administrador. Mas logo abandonou a vida secular eabraçou a vida religiosa, convertendo sua mansão na Colina de Caelian nomonastério de Santo André, e fundando seis outros nas terras de sua família naSicília. Entrou para um monastério beneditino e foi ordenado sacerdote pelopapa Pelagius II (579-590) e em 578 ele foi nomeado Núncio Apostólico. Em 579ele representou o Papa em Constantinopla (hoje Istambul–Turquia) e ficou por láaté 586. Retornando a Roma, ele serviu como Abade do monastério de Santo Andréaté 590 quando Pelagius II veio a falecer, e Gregório foi unanimemente eleitoseu sucessor, sendo consagrado em 3 de setembro de 590 a despeito de suarelutância em aceitar os grande encargos do papado na época. As obras do seu pontificadogarantiram o seu lugar na historia e ele é considerado o fundador do papadomedieval. Havia uma fronteira separando os monges dos padres na época e osbispos mandavam nos monges e nos monastérios interferindo as vezes nas regrasdas varias ordens, provocando certo mal estar. Gregório conduziu uma vastareforma do clero e dos negócios da Igreja e estabeleceu regras para a praticareligiosa no livro de regras pastorais "Liber Regulae Pastoralis" epromoveu o monasticismo, (proibiu os bispos de interferirem nos monastérios edeixou os Abades como responsáveis e respondendo diretamente ao papa). Nomeouvários monges para a Santa Sé e enviou Santo Agostinho e outros 40 outrosmonges do seu Monteiro em Caelian para a Inglaterra onde eles iniciaram a conversãodos ingleses para o cristianismo. A experiência como prefeito de Roma deu a eleuma visão de administrador que o papas anteriores não dispunham. Diz a tradiçãoque ele teria aconselhado a Santo Agostinho a não destruir os tempos pagãos esim destruir somente os ídolos, convertendo os templos em capelas e igrejas, eainda aproveitando os dias de festa, para comemorar as festas cristãs. Istominimizou a resistência dos pagãos ao cristianismo e esta técnica foi utilizadade novo, séculos depois, na conversão dos índios nas América. Ele é tido tambémcomo o criador de uma forma musical de adoração chamada de Canto Gregoriano eele ainda contribuiu com varias orações conhecidas como o "SacramentárioGregoriano". Como Roma, era um Estado com varias crises políticas – devidoao avanço dos Lombardes e uma virtual desintegração do governo civil, Gregóriofoi forçado a tomar a frente de vários postos de comando e ações seculares. Eleresgatou vários cativos dos Lombardes e concluiu um acordo com os Lombardes paraacabar com o cerco a Roma e ignorou o governador Bizantino da Itália, ao mesmotempo que assegurou ao imperador Bizantino o reconhecimento da sua soberaniaimperial. Ele também reconstruiu Roma destruída por vários desastres naturais elançou uma serie de programas de caridade para alimentar uma grande porção dapopulação faminta, em Roma e em toda a Itália. Este foi o projeto ao qual davaa maior importância e ele certa vez chorou abertamente ao saber que várioshaviam morrido de fome em Roma.

Diz ainda a tradição que ele tinha o costume de, em certasnoites, convidar para jantar e conversar 12 pobres, como se fossem os dozeapóstolos. Certo dia ele notou que havia 13 e não doze, e chamando a cozinheiraperguntou quem era ele e ela respondeu após conta-los: " Santo Padre, osenhor esta equivocado, só estão aqui doze pessoas". Mas Gregório aindacontava treze, assim, após o jantar ele chamou o décimo terceiro convidado eperguntou:

"Quem é você" e o convidado respondeu: "Eusou um pobre homem que você acaba de saciar e através de mim obterá o que pedirde Deus". Só então Gregório percebeu que havia jantado com o Senhor Jesus.

Foi um escritor notável e autor de vários tratados,inclusive do famoso "Diálogos" e do "Liber RegulaePastoralis" (onde enumerou os vários deveres de um bispo) e uma coleçãocom a vida de vários santos, visões e profecias. Escreveu ainda "MagnaMoralis", um trabalho exegeta do Livro de Jó, e varias homilias sobre osevangelhos, e 850 cartas pastorais. Gregório era um santo e humilde pontífice.Certa vez falando de si próprio ele se descreveu como "Servus ServorumDei" (Servo dos servos de Deus). Ele faleceu em 12 de março de 604 emRoma, e foi canonizado por aclamação. Ele e o Papa Leão I, foram os dois únicospapas a serem honrado com o nome "o magno".

 Na arte litúrgica da Igreja ele é mostrado como papacarregando uma cruz com barras. Uma pomba as vezes é mostrada com ele e asvezes ele é mostrado em sua escrivaninha ou no altar.

 Sua festa é celebrada no dia 3 de setembro

 Abaixo uma das mais famosas frases de São Gregório, o magno:

 "A bíblia é um espelho que reflete a nossa mente. Nelavemos nossa face interior. Das escrituras aprendemos nossas belezas edeformidades espirituais. E ali também descobrimos o progresso que estamos fazendo,e quão longe estamos da perfeição."


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *