Formação

São José: guardião dos tesouros de Deus.

José era a coluna, o sustentáculo da família e não só no sentido da força física e da segurança, mas principalmente era a coluna espiritual

comshalom

“Jacó gerou José esposo de Maria da qual nasceu Jesus que é chamado o Cristo.”(Mt 1,16)

O versículo do Evangelho de Mateus, que nos traz o final da genealogia de  Jesus, nos apresenta também a dupla missão de São José: de ser o esposo da Imaculada e ser o pai do Salvador tornando-se, assim, o guardião dos tesouros de Deus na Terra.

São José e as virtudes 

É na vivência dessa missão que São José deixa transparecer para nós todas as virtudes nas quais devemos buscar sempre nos espelhar e, mesmo sem dizer uma palavra no Evangelho, vai nos ensinando com suas ações que testemunham uma profunda adesão à vontade de Deus.

O medo e a dúvida cessam quando ecoa a voz de Deus.

Podemos até, de uma maneira simplista, ver a atitude de José ao receber a notícia da gravidez de Maria como uma expressão de fraqueza, mas ela traz consigo também a justiça. Pois ele, em nenhum momento, pensou em expor Maria, mas por ser justo, quis rejeitá-la . E ao ouvir a voz do anjo: “não temas em receber Maria por esposa”, José compreende e toma posse daquela ordem. O medo e a dúvida cessam quando ecoa a voz de Deus.

São José coluna da Sagrada Família

José toma, assim, o seu lugar na família. A partir dali,possuía um Tesouro para proteger e por isso cumpria com coragem e firmeza todas as ordens dadas por Deus.

É importante percebermos que na condução da família de Nazaré Deus não se dirigia a Maria nem a Jesus, mas todas as ordens eram confiadas a São José. José era a coluna, o sustentáculo da família e não só no sentido da força física e da segurança, mas principalmente era a coluna espiritual, era aquele que se colocava a ouvir a voz de Deus e tinha certeza de ser o caminho a ser seguido por ele e por sua família.

O patriarca de Nazaré é o mesmo patriarca da Igreja.

Podemos, então, obter de São José não só o exemplo,mas a mesma segurança que ele ofereceu à Sagrada Família. O guardião de Cristo, cabeça da Igreja, é também o guardião de seu corpo místico. O Tesouro confiado a José apenas se atualizou. O patriarca de Nazaré é o mesmo patriarca da Igreja.

Confiemos as nossas vidas nas mãos daquele que o próprio Deus confiou a vida do Seu filho e peçamos também a graça de sermos, assim como São José, guardiões das coisas que Deus nos confia. São José, rogai por nós e providenciai.

Por Antônio Suassuna, Consagrado da Comunidade Católica Shalom.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *