Formação

São Lourenço Brindisi, atento e dócil à voz de Deus

comshalom

Dia 21 de julho de 1559, nasce na cidade de Brindisi, Itália, um grande servo de Deus, São Lourenço. O nome de batismo que seus pais lhe deram foi Júlio Cesar Russo. Já na infância, com apenas seis anos, o menino já deixava todos encantados com sua inteligência. Uma de suas brincadeiras favoritas era a de memorizar textos, declamando-os com exatidão.

Foi crescendo com ótimos desempenhos, saindo-se brilhante em seus estudos. O pequenino, porém, sofreu uma grande prova na vida, ficou órfão com apenas quatorze anos de idade. Assim, foi acolhido pelo tio e levado para Veneza, onde, apesar da dor, foi aprimorando as habilidades que seriam, no futuro, grandes instrumentos da graça na vida de outras pessoas.

Alcançado pela voz de Deus

Estando há apenas dois anos na cidade de Veneza, o garoto pediu foi acolhido pela Ordem dos Frades Menores Franciscanos. Após concluir seus estudos e formação, foi ordenado sacerdote, em 1582, assumindo inclusive um outro nome, Lourenço. Essa prática da mudança de nome era muito comum entre religiosos antigos, simbolizando a vida nova que estavam dispostos a abraçarem pelo resto de seus dias ao serem desposados por Cristo e sua Igreja. 

Após sua morte, seu nome e testemunho tornaram-se populares, assim, passaram a chamá-lo de São Lourenço de Brindisi, por causa de sua cidade natal, bem como, para distingui-lo de uma outra importante figura, São Lourenço, o mártir.

Após completar seus estudos na famosa Universidade de Pádua, em 1586 retornou a Veneza. Ali abraçou a importante missão de ser Mestre de Noviços da Ordem à qual pertencia. Toda inteligência e habilidades intelectuais que, a princípio, estavam num nível teórico, afloraram e se encarnaram com o serviço às almas confiadas a ele, de modo que todos ficavam encantados com sua sabedoria.

Grande pregador de formador de consciência

Além de sua inteligência a serviço da fé, um outro dom que se tornou também notório foi sua capacidade de oratória, de discursos a serviço da fé. De fato, São Lourenço dirigia-se às pessoas com muita desenvoltura. Falava com eloquência, cativando os corações mais fechados, pregando inclusive em outras línguas. Sua sabedoria e santidade o levaram a ser eleito para vários cargos dentro da Ordem e da Igreja.

Entre os serviços prestados com competência, estão os de Provincial da Ordem em Veneza, Gênova, Toscana e Suíça. Foi ainda comissário de seus confrades na Baviera e no Tirol. Forte e competente na defesa da fé, pregando corajosamente contra as reformas e divisões protestantes. Foi também Superior Geral dos frades Capuchinhos e embaixador do Papa Paulo V, missão árdua onde pôde mediar a paz e a concórdia entre poderosos líderes em conflito.

Onde não há liberdade

Foi Capelão do exército romano e conselheiro do general Filipe Emanuel de Lorena. Lutou incansavelmente com as armas da doutrina e do discurso inteligente, formando e animando o povo e as autoridades do estado para impor regras e controle às invasões muçulmanas. Estas ameaçavam seriamente chegarem ao centro da Europa, usando muitas vezes recursos cujos resultados, podemos ver atualmente, promoviam medo e operações.

O Santo, porém, não animava o uso de armas para impor regras. Evidenciava sempre os princípios e valores da Palavra de Deus e o uso lúcido e virtuoso da razão. Sua sabedoria era perceptível e admirada, mesmo para os não simpáticos à influência da Igreja. Trazia, assim, dois símbolos visíveis representando a única força e poder que possuía e acreditava: “A Palavra de Deus e uma pequena cruz de madeira, da qual ele não se desgrudava.” 

São Lourenço de Brindisi faleceu quando voltava de Lisboa, Portugal, de uma segunda viagem missionária. Fez, então, sua páscoa definitiva com um detalhe curioso, no dia de seu aniversário: 21 de julho de 1619. Este dia passou a ser a data oficial em que a liturgia da Igreja nos recorda a vida e o exemplo desse gigante. Sua canonização foi celebrada em 1881. Depois, em 1959 o Papa João XXIII conferiu-lhe o título de Doutor da Igreja. 

Que Deus abençoe, por intercessão deste santo pastor, todos os sacerdotes e bispos, para que não lhes falte fé, coragem, sabedoria e amor no pastoreio do Rebanho do Senhor. 

Oração a São Lourenço Brindisi

“Ó Deus, que marcastes pela vossa doutrina a vida de São Lourenço de Brindisi, concedei-nos, por sua intercessão, que sejamos fiéis à mesma doutrina, e a proclamemos em nossas ações. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém”. 

São Lourenço de Brindisi, rogai por nós!


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *