Mundo

Semana Nacional da Vida: defesa da vida em todas as fases

A Igreja no Brasil celebra de 1º a 7 de outubro a Semana Nacional da Vida, que culmina no Dia do Nascituro, 8 de outubro.

viewPara o presidente da Comissão Episcopal para a Vida e a Família, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom João Bosco Barbosa de Sousa, a Semana Nacional da Vida é um momento propício não só para a celebração, mas também para reassumir o compromisso de defesa da vida em todas as suas fases.

As afirmações de Dom João Bosco mostram que a vida, dom de Deus, “é muitas vezes desvalorizada, desrespeitada, não é suficientemente bem cuidada como devia ser, como um presente de Deus”.

Foi neste sentido que ele assinalou que “celebramos a Semana da Vida, primeiro como uma grande ação de graças a Deus pela vida que nós recebemos, pela nossa vida pessoal, das pessoas que nós amamos e todas as pessoas do mundo e do mundo em que nós vivemos”.

“Lembrar certos compromissos que nós temos com a vida para que ela seja cada vez mais desenvolvida, mais viva e também compartilhada por todas as pessoas” é uma outra motivação que nos encaminha para a celebração desta Semana.

A Semana Nacional da Vida e o Dia do Nascituro

A Semana Nacional da Vida e o Dia do Nascituro foi instituída em 2005, durante a realização dos trabalhos da 43ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil.

Além da Comissão para a Vida e a Família, da CNBB, a iniciativa tem a participação e incentivo da Comissão Nacional da Pastoral Familiar.

O objetivo que se almeja com a realização da Semana Nacional da Vida é motivar as cogitações em torno desta temática propondo à sociedade um debate sobre os cuidados, proteção e a dignidade da vida humana, em todas as suas fases, desde a concepção até o seu fim natural.

Cuidados e carinho

O presidente da Comissão para a Vida e a Família ressaltou ainda que a vida, antes até do nascimento, é muitas vezes agredida, não só pelo aborto, “que é um crime, um atentado contra o Deus da vida”, mas também pela ausência dos cuidados que a mãe deve ter e receber durante a gestação.

Dom João Bosco, então, pôs em destaque em suas declarações que o nascituro “merece todo o nosso carinho de ser acolhido no nosso mundo com todas as condições de se desenvolver e se tornar uma pessoa humana”.

Por isso, disse o Prelado, “a gente celebre o dia do nascituro com uma esperança que não haja ninguém que venha ao mundo sem ser devidamente preparado, querido e amado. É o que a gente espera do dia do nascituro”.

O subsídio Hora da Vida

Para uma melhor celebração da Semana Nacional da Vida, a Comissão Vida e Família e a Pastoral Familiar preparam anualmente o subsídio “Hora da Vida”.

Trata-se de uma publicação que traz pensamentos, orações e informações direcionadas para reflexões relacionadas e dirigidas para a vida e a sociedade.

Com o tema “Vida e Sociedade” para a Semana Nacional da Vida, o material aborda assuntos como: “A vida humana: dom para a família e a sociedade”; “A ideologia de gênero e a negação da criação como dom de Deus”; “A via política – caminho para promover e defender a vida”; “Os cristãos e o compromisso com a vida” e “Juntos pela vida”.

Dom João Bosco destacou que “Esses temas são tratados de forma muito clara e didática, simples de entender, mas, ao mesmo tempo, profundos em seu conteúdo. Por isso, recomendo às nossas comunidades, à Pastoral Familiar que tenham em mão esse livro” de subsídios Hora da Vida. (JSG)


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *