Shalom

Setembro: mês festivo à São José de Ribamar, padroeiro do Maranhão

Neste ano, os fiéis são convidados a refletir sobre o tema: São José, Pai à sombra de Deus. Em respeito às normas sanitárias de higiene e saúde em prevenção à pandemia da Covid-19, a programação sofreu algumas adaptações.

comshalom

São José de Ribamar, munícipio localizado na região metropolitana de São Luís, é um importante destino turístico do Estado. Por lá, as praias, o artesanato e a culinária típica da região atraem centenas de turistas todos os anos.

Porém, é em setembro que a cidade registra um dos maiores números de visitantes. É que durante este mês, acontece o tradicional festejo em honra ao padroeiro do Maranhão: São José de Ribamar. Na programação, missas, novena e louvor, entre outros eventos movimentam a cidade-santuário.

Neste ano, os fiéis são convidados a refletir sobre o tema: São José, Pai à sombra de Deus, inspirado na carta apostólica do Papa Francisco Patris Corde, onde ele afirma que São José sempre agiu com um coração de pai e sempre à sombra de Deus e da sua santa vontade.

Em respeito às normas sanitárias de higiene e saúde em prevenção à pandemia da Covid-19, a programação sofreu algumas adaptações. As novenas acontecerão dentro das santas missas e não terão romarias e procissões.

A programação do festejo segue até dia 26 de setembro, com cinco Celebrações Eucarísticas diárias nos seguintes horários: 09h, 11h, 15h, 17h e às 19h. Nos sábados e domingos, terão um horário extra, às 6h.

 

Histórico

A Paróquia São José de Ribamar foi erigida em abril de 1942. Já o decreto oficial de criação do Santuário é mais recente, de setembro de 2011. Quando, por ocasião da abertura do Festejo, o atual arcebispo, Dom José Belisário da Silva (OFM) diante da Praça Caminho de São José, erigiu o Santuário Arquidiocesano São José de Ribamar.

Assim, a cidade ganhou o Complexo do Santuário. Dentre os diversos prédios, destaca-se a Igreja, onde está a imagem principal de São José de Ribamar.

Diz a lenda, que um navegador português, há mais de dois séculos atrás, enfrentava uma terrível tormenta em alto mar e quando percebeu o risco de naufrágio, rogou a Deus, por intercessão de São José, e prometeu que, se a sua embarcação e tripulação fossem salvas, ergueria uma capela dedicada a São José, na primeira terra firme que encontrasse.

A bonança veio e todos chegaram sãos e salvos àquela porção de terra, que seria chamada, devido à pequena capela, de São José de Arriba do Mar, que após as décadas, passou a se chamar São José de Ribamar.

Além da Igreja Matriz, no Complexo Santuário existem outras construções que atraem os turistas e romeiros. São elas: a Casa dos Milagres, a Praça Caminho de São José, a Concha Acústica, a Gruta Nossa Senhora de Lurdes, o monumento a São José, a Casa das Velas e o Museu dos Ex-Votos. Cada local tem a sua história e encanto.

Outra marca característica importante do Santuário são as bênçãos de veículos, que diariamente são levados pelos fiéis para serem abençoados ao lado do Caminho de São José. É uma tradição bastante maranhense.

 

Texto: Karla Costa

Foto: Leandro Santos


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *