Shalom

Somos Diamante em processo de lapidação

comshalom

 

 

O diamante é uma pedra preciosa de grande brilho e dureza, que se encontra em uma área
profunda da rocha e para extraí-lo é necessário muito trabalho e esforço. Apesar da
dificuldade em obtê-lo, o minerador não desiste de procurar pelo diamante. Assim também,
somos nós: duros e inseridos, muitas vezes, na rocha do pecado. Contudo, Deus, o grande
especialista em materiais nobres e pedras preciosas, não desiste de nos procurar. “Iahweh
Deus chamou o homem: Onde estás?” (Gn 3:9).
A terra em volta do diamante deixá-lo opaco, ou seja, ofusca a sua beleza. O pecado é
como essa terra, pois Ele nos tira a dignidade e revela não a beleza que possuímos, mas a
nudez. “Ouvi teus passos no Jardim, respondeu o homem; tive medo porque estou nu, e me
escondi” (Gn 3:10).
Para chegar até o diamante, trabalha muito e retira muita terra. Deus, também, para nos
alcançar vai retirando da nossa vida tudo o que não é necessário. O minerador vê aquela
“pedra bruta”, sem forma e sem brilho, e se alegra porque sabe que trata-se de uma pedra
preciosa de muito valor. Deus se alegra conosco mesmo sabendo das nossas misérias, pois
seu olhar vai além, Ele não paralisa na pedra bruta que nós somos. “Porque és precioso a
meus olhos, porque eu te aprecio e te amo, permuto reinos por ti, entrego nações em troca
de ti” (Is 43:4).
O diamante para ganhar forma e brilho precisa ser lapidados e polido. É um processo
exigente. Deixar-se ser lapidados por Deus não é fácil e nem agradável, mas necessário. O

diamante é mais caro, quanto mais cortes ele tem e seu valor está no brilho que ele reluz,
que é maior quanto mais puro for essa pedra preciosa. Deus causa muitos “cortes” em nós,
a fim de nos tornarmos mais valiosos. Lapidação e polimento é, em nossas vidas, o
processo de conversão e santificação. “Santificai-vos, e sede santos, porque eu sou o
Senhor, vosso Deus” (Lv 20:7).
O diamante não tem luz própria, Ele reflete a luz que brilha sobre ele, porém sem polimento
a luz não é refletida perfeitamente. Assim somos nós: não possuímos luz própria e somos
chamados a refletir a luz de Cristo. Por isso, Deus realiza as purificações. “Derramarei
sobre vós águas puras, que vos purificarão de todas as vossas imundícies e de todas as
vossas abominações. Dar-vos-ei um coração novo e em vós porei um espírito novo;
tirar-vos-ei do peito o coração de pedra e dar-vos-ei um coração de carne” (Ex 36, 25-26).
Deixemos a Luz de Cristo brilhar em nossas vidas e refletir na humanidade.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *