Institucional

Sou jovem, sou Shalom e vou servir no Acamps’s por você

TST MARIANA“Sua misericórdia vos será fonte de alegria.” (Eclo 2, 9)

As pessoas costumam dizer que somos salvos através do serviço… Disso, eu não tenho dúvida! São incontáveis as vezes que, por providência, precisei servir e fui constrangida pela bondade e misericórdia de Deus. Estou indo para o meu quinto acampamento e há quatro anos vou para servir. O serviço no Acamp’s não é tarefa fácil. São inúmeras as batalhas antes e durante o acampamento. O nosso corpo grita, mas existe uma graça sobrenatural que Deus derrama sobre cada um de nós. Gostaria de conseguir expressar para vocês tudo o que já vivi e senti nesses anos de serviço. Uma coisa que vocês podem ter certeza é que há muito mais alegria em dar do que receber.

No Acamp’s de 2015, vivi uma experiência totalmente nova. Apesar de já ter servido outras vezes, pude provar de forma mais concreta do cuidado e da providência de Deus na minha vida e na minha equipe. Diferente dos outros anos, o Senhor me confiou a coordenação da equipe de acolhimento. Deparei-me com a minha fraqueza humana. Eram muitas as atribuições, a correria também era grande e, como o próprio Jesus nos fala na palavra, “a messe é grande e poucos são os operários”, mas o Senhor nunca nos abandona. Eu e os outros irmãos da equipe tivemos a oportunidade de estar perto dos participantes e ser expressão da alegria de sermos jovens de Deus e jovens Shalom. Um sorriso na porta do CEv, no ônibus, na fila do almoço, no despertar da manhã… Em tudo pudemos ver a obra de Deus, o cuidado dEle primeiramente nas nossas vidas. A graça que ultrapassa o número de pessoas, aquilo que temos de material, mas que a partir da abertura do nosso coração é transbordada.

Sempre que sirvo no acampamento saio renovada, o meu desejo de ser toda de Deus é reanimado. Perceber que o Senhor escolhe precisar de mim e que meu sim tem um valor para Ele, para Igreja e para os jovens, gera em meu coração um grande sentido de pertença e reafirma a particularidade e singularidade do chamado de Deus na minha vida.

Como nos diz o Papa Francisco, o melhor instrumento para evangelizar um jovem é outro jovem. Deus nos confia um povo e alguns só podem ser alcançados através da nossa vida e testemunho. O serviço no acampamento não é um status e não deve ser uma obrigação, muito pelo contrário: é uma oportunidade de sermos sal e luz na vida de um jovem por meio do nosso sacrifício, do nosso sorriso e nossa alegria. É não parar no humano! É olhar para os jovens e saber que é no nosso cansaço que eles vão encontrar Deus.

É mostrar que somos felizes! É mostrar que, mesmo sendo jovens, temos um sentido de vida e que carregar os valores “antiquados” do evangelho não nos faz “caretas” e nem nos faz deixar de ser quem somos.

Aí você, que já foi para o Acamp’s, se pergunta: “como essa galera, mesmo cansada, não para de sorrir?”. Quer que eu responda? No corpo, pode até existir o cansaço – e esse cansaço é real, viu?! – mas, no coração, existe uma gratidão imensa pela Obra Nova de Deus. Sorrimos porque somos/estamos realmente felizes.

Vale a pena o cansaço, vale a pena dar a vida. Servindo no Acamp’s, aprendi a esquecer a minha dor e olhar para o outro. Deus nos dá o serviço como dom, como graça. Ele nos salva de nós mesmos e nos dá cem vezes mais. Tudo que vivi nesses anos de Acamp’s pode ser resumido em uma única palavra: Gratidão!

Sou jovem, sou Shalom e vou servir no Acamps’s 2016. Por você e para você!

Mariana Oliveira, 18 anos.

Postulante da Comunidade de Aliança.

Missão de Mossoró – RN.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *