Shalom

Tempo de Recomeçar

Em seu Jubileu de 25 anos, a Missão de São Luís realizou neste domingo (18) o Encontro Geral da Obra, um momento de formação para a Comunidade e Obra Shalom. Com o tema: Tempo de Recomeçar, o evento foi um divisor de águas marcado por um forte envio missionário, neste tempo de retorno as atividades presenciais.

comshalom

A programação do Encontro Geral da Obra, com tema: Tempo de Recomeçar, contou com momentos de formações virtual e presencial, além de testemunhos.

Em uma pregação virtual exclusiva, Gabriella Dias, Assistente Apostólica, falou sobre o tema central do evento, a partir da perspectiva de um novo nascimento. Partindo da graça que só temos o hoje e clamando ao Espirito Santo um Pentecostes: “Não é preciso deixar de existir para nascer de novo!” Convocou todos a caminhar para frente e deixar para trás o passado, voar como águias, pois este é caminho sobrenatural a que Deus convida.

A Obra Shalom

“O que é a Obra Shalom? Quais são as bênçãos e os desafios da Obra?” Com essas questões deu-se início ao segundo momento formativo do Encontro, com a pregação presencial da Marta Baraúna, consagrada da Comunidade Aliança e responsável pela Comunidade de Aliança da Missão de São Luís:

“A Obra é a manifestação visível do Amor de Deus!”, respondeu, e toda essa Obra é uma família.

Marta ainda destacou que o seguimento a Jesus não deve ser medido pelos termos pessoais, mas deixar que a graça de Deus restaure o homem sendo este então capaz de ser devolvido a si mesmo. Dirigiu-se as realidades terrenas que vivemos como “um reflexo pálido da realidade”, uma vez que o céu é esta realidade suprema, que um dia será experimentada por todos. Por fim, chamou toda a Obra ao retorno através da expressão da alegria da vida sacrificada, de um amor que se encarna por que se submete e é presente, a vida que uma vez ofertada não se deve querer tomar de volta.

Testemunho

Joana, Consagrada da Comunidade de Aliança com Promessas Definitivas no Carisma Shalom há 18 anos, partilhou o que foi para ela estar presente neste Encontro:

“Uma nova experiência, estava sem esperança para caminhar, afastada por motivos de saúde e pela pandemia,  senti um forte desejo de estar no Encontro Geral da Obra e pude estar aqui, e tive uma nova experiência!”.

Joana também partilhou sobre o ser família, pedir ajuda uns aos outros quando sentir-se necessitado, assim como sua grande alegria em, ajudada pelos irmãos, retornar presencialmente a adoração e vigília.

O Encontro Geral da Obra foi finalizado com a Celebração Eucarística presidida pelo Padre Michel Bastos, consagrado da Comunidade de Vida.

 

Por Priscilla Silva


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *