Institucional

Testemunho: “Achava que igreja era lugar de gente velha”

comshalom

Eu gostava mesmo era de festa. Eu não teria aceitado aquele convite se soubesse que incluía retiro espiritual. Em 2015, duas meninas, pouco mais velhas do que eu, me abordaram e me convidaram para uma festa, disseram que haveria muita gente da nossa idade, noites de forró, além de gincanas e muita diversão. Eu aceitei na hora. Sem nem entender direito, eu acabava de me inscrever no Acamps, da Comunidade Católica Shalom, em Mossoró-RN.

Tudo o que sei hoje é que Deus possui uma pedagogia para cada pessoa. A princípio, não foi Deus quem me atraiu para aquele lugar. Como Ele sabia disso melhor do que ninguém, usou outras ferramentas para chamar minha atenção. Eu não teria dado nenhum passo se usassem a palavra “igreja”, porque, para mim, igreja era coisa de gente velha. Fui surpreendida a tal ponto: quando terminou, eu não queria ir embora nunca mais. Quem diria?

Logo no primeiro dia de acampamento, as tempestades se levantaram, literalmente: nossas barracas inundadas com a chuva forte. Não foi suficiente para nos fazer desistir. Cada um com sua expectativa própria do evento, calado, ao lado de desconhecidos, esperando para saber o que nos aguardava.

Pela manhã, tivemos adoração a Jesus Eucarístico. Foi a experiência mais profunda da minha vida. Abri meu coração e vivi o batismo no Espírito Santo.  Mais tarde, passei por um acompanhamento individual com uma das missionárias consagradas da Comunidade. Quando ela começou a orar por mim, disse coisas que somente eu e Deus sabíamos, segredos meus, feridas profundas.

O Espírito Santo deu a ela palavras de Sabedoria que me alcançaram. Deus me dizia naquele momento que eu não precisaria abandonar tudo o que mais amo enquanto jovem, ao contrário: Ele me daria Tudo, a verdadeira felicidade, e uma alegria que nunca passa.

Não fui a única a experimentar isso. Aqueles jovens que chegaram tão fechados e silenciados saíram daquele lugar inflamados de amor. Não fomos enganados: tivemos shows, festas, gincanas. Mas tudo isso era tão pequeno se comparado ao verdadeiro tesouro que encontramos.

Eu não queria ir embora daquele lugar, queria ficar 24h diante de Jesus Eucarístico, queria que me contasse mais, sobre mim, sobre Ele. Ainda na primeira semana, percebi que algumas das promessas de Deus para minha vida já começavam a se cumprir. Ingressei em um grupo de oração e iniciei um caminho de busca sem fim: de intimidade com Deus.

Não sinto falta do meu passado, não tenho saudades daquela jovem que deixei de ser. Eu mudei muito, embora ninguém tenha me obrigado a nada, nem Deus. Foi o próprio Amor quem preencheu todos os vazios.

Hoje sou vocacionada da Comunidade Shalom e essa é minha via se Salvação, todos os dias.

 

*Milena Nadja é vocacionada da missão Mossoró.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *