Institucional

Testemunho: “Buscar ser santo e continuar sendo quem sou”

Eu acho massa isso de ter um tênis sujo de tanto andar por ai falando que o amor não é amado em meio as tarefas diárias. Eu acho muito “paw” a cordinha do terço suja de tanto passar o dedo entre as bolinhas. Passar o dia com a mochila nas costas, e ter dentro dela um caderno que tem escrito tudo o que sou, e ainda a Palavra que dá sentido à toda vida.

Essas coisas meio largadas, tipo as letras dessa arte/foto, bagunçada, mas dentro o coração tá do jeito que Deus quer. Acho massa demais essa coisa de buscar ser santo e continuar sendo quem sou. Dizem que como muito fastfood, mas qual é o santo que não gostaria? Falam ainda que eu digo muito “boy” (expressão usada pelos jovens natalenses) mas até essa identidade é difícil de tirar, quando o espírito é jovem.

E quem nunca se apaixonou? Ah, sou muito apaixonado. Tem dias que acordo sem querer amar, mas quem eu amo me faz sempre retornar a Ele no fim do dia, e aí dormimos sempre “de boa”. Boy, esse negócio de ter aquela calça jeans de guerra, é bom demais. Vai com você pra onde for, e a camisa daquele evento que você quer divulgar. Parece que não sai do corpo, tipo to agora com a do Acamps. Mas essas coisas dão sentido, e me fazem perceber: a cada dia Deus me faz mais jovem! Estranho né?

Quando eu tiver meus 60 anos de idade, quero estar nos meus 20 anos de juventude. Ser como São João Paulo II. Dar um rolê de patins, levar quedas, levantar, tomar um banho de chuva com medo de molhar os cadernos na volta pra casa, melar mais uma vez o tênis (dessa vez de lama), sair com os amigos pro shopping, ou pra aquele hot dog da esquina mesmo, quando é fim de mês e a galera tá sem grana. Ir pra umas reuniões eternas pra planejar algo, ou pra rezar pelos jovens que ainda não tiveram uma experiência.

Sabe aquela propaganda que passa na TV, que fala: “Isso não tem preço”? Pronto. Isso tudo não tem preço, mas tem muito valor. Só que nada se compara, nada é maior que a vontade de Deus. Se Ele me pede tudo isso, eu darei, na certeza de que 100x mais Ele me dá. 100x mais eternidade, 100x mais juventude, 100x segurança, 100x mais tudo isso que falei aí em cima.

Encontrei quem sou, encontrei meu lugar, ser shalom, ser jovem, viver na terra o céu que Deus quer pra mim, nessa comunidade, na Igreja, para sempre.

Pedro Dantas

Vocacionado – Missão Natal


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Que testemunho Lindo!!! Um Jovem Cheio de Deus, um coração inflamado do Amor Esponsal. Que Deus continue derramando bênçãos de Santidade sobre Você Pedro.