Institucional

O Senhor interveio na minha história, desconstruindo ilusões e me dando novo rumo

DSC_0446

Conheça a história de Paulo Henrique Moraes Araújo, missionário da Comunidade de Vida Shalom. Ele será ordenado sacerdote nesta quinta-feira (22/12), na Catedral Metropolitana de Fortaleza.

Eu me chamo Paulo Henrique, tenho 37 anos, e sou o oitavo filho de uma família de nove irmãos. Quando nasci, meus pais moravam no pequeno município de Icatu, no interior do Maranhão. Aos sete anos, tive que ir morar na capital São Luís, por conta da separação dos meus pais. Foi a minha mãe, mulher de uma fé simples e muito viva, quem me levou a dar os primeiros passos na Igreja. Lembro-me de que sempre que ela ia à missa na Igreja perto da minha casa, levava-me consigo. Chamava-me a atenção, a amizade e o cuidado que ela tinha pelos sacerdotes.

Desde muito cedo, passei a ter uma grande admiração por esta vocação, sobretudo porque eu tinha amigos sacerdotes muito santos. No entanto, não me identificava com o sacerdócio secular e nem com outras formas de vida religiosa. Mesmo sendo um jovem bastante engajado na Igreja, ainda trazia no meu coração uma grande inquietação acerca do chamado de Deus.

Conheci, então, a Renovação Carismática Católica, levado por um amigo que passou a ser um grande instrumento de Deus na minha caminhada. Na Renovação, tive uma forte experiência com o amor de Deus e com o serviço na Igreja, porém, sentia como se ainda faltasse algo. Não era ainda aquilo que Deus queria para mim, sentia um grande desejo de me doar inteiramente a Deus.

Em fevereiro de 2001, participei de um retiro de carnaval, promovido pela Comunidade Católica Shalom. Neste evento, tive o primeiro despertar vocacional. Em julho do mesmo ano, participei do Acampamento de Jovens Shalom em Pacajus (CE), onde tive fortes experiências de Deus, que me levaram a descobrir aquilo que tanto meu coração desejava e a tomar uma decisão: consagrar-me a Deus na Comunidade de Vida. Enfim, havia descoberto o meu lugar na Igreja, aquilo para o qual Deus havia me criado.

Dentro da Comunidade de Vida, fui fazendo grandes descobertas e escolhas, uma delas foi o estado de vida. Pelo fato de sermos uma comunidade mista e possuirmos as três formas de vida (matrimônio, celibato e sacerdócio), estava aberto ao discernimento da vontade de Deus, apesar de ir percebendo sinais do chamado de Deus para o sacerdócio. No entanto, não tinha coragem de tomar uma decisão, pois meus sentimentos e planos pessoais de constituir uma família eram ainda muito fortes. Foi quando o Senhor interveio na minha história, desconstruindo algumas ilusões e me dando um novo rumo.

Um fato marcante neste sentido foi o Fórum Carismático de 2005. Em dado momento de adoração motivado pelo fundador do Shalom, Moysés Azevedo, pude tomar uma decisão mais firme em vista do caminho para o sacerdócio. Esse foi um momento fundamental para começar a firmar os meus passos na vontade de Deus por meio do caminho para o seminário. Neste tempo, foi muito importante para um bom discernimento a presença da comunidade, o auxílio dos irmãos e o olhar misericordioso da Comunidade por meio das autoridades.

No ano de 2015, terminei os meus estudos e a Comunidade confirmou o meu chamado. Bendito seja Deus por Sua escolha irrevogável e, por isso, posso dizer com o salmista: ‘Dai graças ao Senhor por que ele é bom, eterna é a sua misericórdia’ (Sl 135,1).


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *