Institucional

Testemunho campanha 5 pães e 2 peixinhos

comshalom

Renovei minha missão por excelência: Os Jovens!

Olá, sou Gean Carlos,

sou postulante de segundo ano daqui de Recife e quero partilhar com vocês um pouco da minha experiência com a Campanha dos 5 pães e 2 peixinhos que foi em Mossoró/RN, agora em dezembro de 2016.

Quero iniciar a partilhar dizendo que meu coração é missionário por excelência. Já no meu primeiro ano de postulantado pedi para ir como Aliança Missionária, mas claro, meu Formador pediu para ir rezando e maturando este desejo que eu deveria aprofundar mais as raízes aqui em Recife e ver se era realmente da Vontade de Deus que eu fosse em missão. Então confiei na minha autoridade que é voz de Deus na minha vida e um pouco mais de um ano depois surgiu a Campanha dos 5 Pães e 2 Peixinhos. Ali meu coração ardeu para que falasse com meu Formador de novo, era algo que me inquietava. Falei com meu Formador, rezamos e vimos que era Vontade e Tempo de Deus ir em Missão.
Antes disso tinha conhecido Queila Rosa (CAP de Mossoró) e tinha prometido a ela que iria visita-lá algum dia. E quando eu disse que iria visitar desse convite evoluiu para mim um convite para ir em missão para Mossoró. Quando conversei com meu Formador ele me deu carta branca para isso e unir o útil ao agradável. Entrei em contato com a Queila e disse que queria ir para Mossoró em Missão.
Mas eu não queria ir apenas para um evento eu queria experimentar mais, então em comunhão com as autoridades fiquei um mês vivendo como Comunidade de Vida.
Aí eu queria destacar alguns pontos fortes que vivi nessa missão:
1 – acolhida – todos me receberam muito bem e ali de fato eu era um irmão entre os irmãos.
2 – confusão – (calma..rsrsrsrs não foi briga) foram dias que eu me sentia mesmo um peixe fora d’água na vivência da comunidade de vida mais quanto mais isso acontecia mais eu queria viver. Procurei viver tudo que um irmão da CV é chamado a viver, eu sou Aliança, disso não tenho dúvida. Claro que muita coisa não conseguia viver, mas tentava com todo amor que ardia no meu coração. Descobri lá que até o tempo livre é para se conviver e amar os irmãos.
Aí não queria mais sair da cv, viver os apostolados exaustivos, as convivência como se celebra a vida uns dos outros era tudo muito intenso e belo. Tiinha dias que ia dormir chorando, mas de alegria meu coração queimava de amor.
3 – Sofrimentos da missão – que doía do mesmo jeito em mim. Onde eu rezava muito, intercedia muito pela missão. Viver tudo o que eles estavam vivendo era muito forte para mim. Então quando eles me pediam para fazer algo eu tentava fazer o melhor, não para ser o melhor, ou elogiado, mas porque junto com eles eu queria amar a Jesus Cristo. Eu não pedir para ir em missão? Então tinha que servir da melhor forma, dar o meu tudo.
4 – Shalom Beach – O que é isso minha gente? É algo fantástico, salvífico. Foi mais do que servir eu revigorei minha Vocação, estar e viver tudo com aqueles jovens era algo muito fantástico. Lá nós (consagrados, discípulos, postulantes, jovens) vivemos o Tripé da Vocação. Os jovens não sabiam mais eles estavam nos ajudando a viver com fervor nossa vocação. E eu me apaixonei mais ainda pela evangelização dos jovens.
Também o Senhor foi me pedindo para ser mais ousado, eu dava aula de funcional na praia, depois tinha zumba era um meio fantástico depois eles nem pensavam mais acontecia o louvor e oração por aqueles que Deus nos atraiu , isso despertou esse desejo em mim de ousadia na evangelização.

5 – vida de oração renovada – Ele (Jesus) foi me levando a bom termo e me fez chegar mais inflamado na minha missão. Nesse tempo de missão Deus me falou muitas coisas que talvez em Recife não tivesse falado.
Finalizo esta partilha dizendo que meu coração pega fogo para ir como Aliança Missionária, seja para onde for, ou até aqui mesmo na minha terra, se assim Ele (Jesus) quiser.
Louvo a Deus por ter me mandado em missão!


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *