Institucional

Uma experiência apaixonante que mudou minha vida

comshalom

Oi, meu nome é Bianca Cavalcanti, tenho 21 anos e vim partilhar um pouco da minha experiência com Deus pela Comunidade Shalom.

Tudo começou em um retiro do crisma, o qual algumas pessoas me chamaram para ir para um show católico, o 180 Graus Fest 2016. Na hora, fiquei um pouco indecisa porque não conhecia nenhuma banda e aí falaram: “Vai ter Missionário Shalom, eles são muito bons”.  Respondi que não mudava em nada, uma vez que não os conhecia, mas iria.

Eu comecei a escutar algumas musicas para não ir pro show sem saber de nada. Chegado o dia do 180 Graus, contudo, continuava sem saber muito e desisti de ir. O evento começava às 19h e, quando estava perto da hora do início, comecei a sentir uma coisa forte em meu coração que eu não sabia o que era. Foi então que resolvi ir em cima da hora mesmo.

Ao chegar lá, me senti um ser de outro mundo; fiquei só observando a galera lá cantando, pulando e eu sem saber literalmente de nada. Algum tempo depois conheci o missionário Michael, que me falou um pouco do carisma Shalom e também me convidou para o Acamp’s, que seria um mês depois, em janeiro de 2017. Tudo que ele me falava do Shalom tocava muito forte em meu coração.

Depois da conversa, minha noite foi mudando; comecei a me divertir mais, mesmo sem conhecer as bandas. E no show do Missionário Shalom fui começando a me animar, a dançar, porque cantar não dava, né? Mesmo sem conhecer nada, cada música me tocava muito e a alegria em tantos outros jovens também. Mas foi a adoração ao Santíssimo, no meio da apresentação deles, o momento mais marcante pra mim naquele dia.

Eu sentia a presença de Deus e que ele me queria cada dia mais perto Dele. E depois desse momento de adoração eu saí do 180 Graus com a certeza de que queria viver mais esse momento com Deus, momento de amor, felicidade, de verdade.

Porém o tempo foi passando e as tentações do mundo sempre tentando me afastar de Deus, daquela alegria que eu vivenciei, e então até a vontade de ir pro Acamp’s foi passando. Até que o Padre da paróquia em que frequento falou que a comunidade Católica Shalom iria apresentar um espetáculo, o Filho de Deus menino meu.

No dia da apresentação, mais uma vez Deus falava e no fim da apresentação recebi o panfleto do Acamp’s. Ali, mais uma vez, Deus tocou em meu coração de que me queria perto dele, também me relembrando tudo que vivi no 180 Graus Fest. Passei por algumas batalhas para ir pro Acamp’s, mas Deus sempre tão perfeito não desistiu de mim e eu fui.

Sem dúvida alguma, foi a melhor experiência que eu poderia viver! Cada dia, momento, música, dança, pregação, adoração ficaram marcados na minha vida de uma maneira que não se explica, apenas se sente. Um amor único, misericordioso, que mesmo nas minhas fraquezas, mesmo nos meus erros, Deus está ali e não desiste de mim. Uma experiência apaixonante, única, que mudou minha vida pra melhor, que deu sentido, sentido de felicidade, de verdade, de amor.

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *