Sem Categoria

Vale a pena ter um namoro que busca a santidade

Conheça a história de amor dos noivos Larissa, 27 anos, e Wanderson, 31, discípulos da Comunidade de Aliança que casarão em outubro.

comshalom

Wandeson e eu nos conhecemos no comecinho de 2014, quando íamos a faculdade nesses ônibus que saem do interior até a cidade. Meses antes, ambos estávamos saindo de relacionamentos difíceis, eu estava concluindo jornalismo e havia acabado de ingressar no vocacional Shalom e ele cursava enfermagem.

Uma amiga o apresentou a mim depois de não conseguir mais explicar questões da igreja para ele e ser questionada. E quando fomos apresentados, eu comecei a partilhar sobre o catecismo e tirar dúvidas — foi todo um caminho de evangelização. Com o tempo, nossas conversas sobre a igreja começaram a acontecer em idas à sorveteria antes da aula e na caminhada até a missa nos dias em que o ônibus chegava cedo.

Em abril desse mesmo ano, fizemos um seminário na obra de difusão em Sirinhaém-PE, o convidei para participar e ele foi! Teve uma experiência com Deus e começou a ir ao Shalom sem me dizer.

Créditos: Antônio Félix Fotógrafos

Neste tempo, eu ainda não conhecia o caminho de namoro na Comunidade, mas cheguei a partilhar dos sentimentos que tinha por ele nos meus acompanhamentos até que certo dia ele olhou para mim enquanto conversávamos na praça do Derby, esperando o ônibus sair para o interior, e me perguntou se eu queria namorar com ele, partilhando de tudo que ele sentia e que havia surgido nos últimos meses. E nesse dia, 9 de setembro de 2014, nós começamos a namorar.

Eu caminhava para a Comunidade de Vida e disse para ele que eu poderia ir embora se fosse isso mesmo que Deus pedisse. Ele olhou para mim e disse: se eu te perder para Deus, sei que estaremos ganhando! E realmente, ele e eu nos perdemos em Deus e assim Deus nos uniu! Foi buscando a vontade de Deus que fomos nos percebendo um para o outro!

No ano seguinte ele também ingressou no vocacional Shalom e em 2017 ingressamos juntos no postulantado da Comunidade, e no ano passado vivemos o ingresso no discipulado.

Este ano faremos sete anos de namoro – o número da plenitude na Bíblia. E foi neste tempo onde sentimos essa força de plenitude que escolhemos dar o passo rumo ao para sempre como família!

Rito do noivado (crédito: Antônio Félix Fotógrafos)

O curioso disso tudo, é que sempre em nosso relacionamento e em nossas orações em comum o Senhor falava de São José como nosso intercessor e que seríamos um casal marcado pela pobreza evangélica. E quando vimos, no dia em que pedimos a comunidade para casar, exatamente no dia em que oficializamos nosso pedido, a Igreja abriu o ano de São José.

Outro fato importante para nós é a Sandra, que será a primeira jovem beata noiva e que será canonizada no dia em que casaremos (24.10). E isso é muito forte para nós porque mostra como a Igreja atesta que uma jovem noiva tinha maturidade para a santidade e como nós, jovens noivos, podemos e devemos alcançar essa mesma maturidade. Isso já nos aponta um pouco do grande mistério de Deus para nós nesse dia.

Neste período, o que também nos marcou muito foi ter o olhar da comunidade neste tempo de discernimento. Isso no início nos parecia difícil, mas ao viver todo discernimento junto à comunidade nos sentimos imensamente filhos, fortemente cuidados, profundamente amados por Deus! Além de nossa decisão, este processo marcado pela comunidade que é mãe, nos encheu de alegria e de vontade de cuidar da mesma forma de muitos outros casais!

Ao longo desses anos vivemos muitas lutas para permanecer no plano de amor divino e entendemos perfeitamente que realmente aquela sensação de paixão passa e o que nos faz permanecer um com o outro é a decisão, a decisão de amar! Hoje, decidimos fazer o outro chegar ao céu! Estamos muito felizes com este novo tempo e por tudo que vivemos podemos afirmar com certeza: vale a pena ter um namoro que busca a santidade, isso nos preservou de muitas coisas. Isso nos amadureceu e nos mostrou que é possível fazer uma decisão de para sempre ao lado de alguém! Percebemos com tudo isso que um caminho de namoro bem vivido vai gerar bons frutos.

Larissa Sassi
Missionária da Comunidade de Aliança


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado.