Notícias

Testemunhos do primeiro SVES Jovem totalmente online do Shalom em Natal

Combinando elementos do Acamp’s com a programação tradicionais de um SVES, o Change surgiu como uma inspiração para evangelizar no contexto da pandemia.

comshalom

Realizar um Seminário de Vida no Espírito Santo (SVES) online, para jovens, dá certo? A experiência do Change, promovido pelo Projeto Juventude para Jesus (PJJ) da missão de Natal no primeiro fim de semana de agosto, é a prova de que sim: não somente é possível como dá (muito) certo.

Sem sair de casa, por meio canal Shalom Natal no Youtube, mais de 500 jovens participaram gratuitamente do seminário, o primeiro na missão que foi organizado e executado totalmente em formato remoto. Combinando elementos do Acamp’s com a programação tradicionais de um SVES, o Change surgiu como uma inspiração para evangelizar no contexto da pandemia.

Para Ana Beatriz Alves, 20 anos, técnica em Rede de Computadores, a experiência com Deus por meio do Change foi a mais linda que ela pode vivenciar. Ana Beatriz é de Parnamirim e foi convidada para o seminário pela sua madrinha, que participa do Shalom.

“(…) veio a primeira pregação, a segunda e na minha cabeça ‘todo mundo tem um testemunho, será que eu nunca vou ter’… Pois bem, mal sabia eu que este momento chegaria. O primeiro dia passou e o segundo chegou, pregação, adoração tudo foi passando, e a efusão chegou (o momento que mais esperava porque já havia pesquisado sobre) até que então me ligaram e rezaram por mim por uma coisa que só meu coração sabia, e naquele momento foi a experiência mais linda que eu pude vivenciar; depois desse momento meu coração começou a ficar leve, e eu pude perceber mais ainda o quanto Deus é incrível com Seus filhos”, relata.

Já para a Karol, a proximidade com Deus e a experiência de sentir-se amada, íntima d’Ele foi o legado do Change. Karol França tem 24 anos, é técnica em Radiologia e nasceu em família católica. Fez crisma, mas afastou-se da Igreja e também não frequentava mais as missas.

“(…) coloquei na minha cabeça que orar em casa, e ler a palavra de Deus já era o suficiente pra estar na presença de Cristo, pode ser que até seja, mas, no meu caso, por mais que eu fizesse essas coisas, orava umas 3 vezes ao dia, ia na missa uma vez perdida no ano, eu ainda achava que eu estava muito distante de Cristo. Me sentava e pensava ‘Poxa Deus não dá a mínima pra mim’; me sentia distante muito distante dele”.

A convite de uma amiga, Karol se inscreveu no Change, mesmo sem vontade real de participar. No entanto, sentiu no primeiro dia que algo aconteceria:

“(…) no meu primeiro dia de seminário eu senti algo especial em mim, sentia que Deus estava preparando algo pra mim; terminando o dia eu já comecei a me sentir outra pessoa, aquela pessoa que queria muito mais, muito mais ouvir a palavra de Deus, ouvir pregações, assistir adorações, e até ouvir músicas que falam de Deus. No segundo dia, eu já tão ansiosa pra viver mais esse seminário, com muita vontade de receber o Espírito Santo, de saber se Deus tinha algo pra mim”.

No momento da efusão, Karol sentiu de fato a presença de Deus, do Espírito Santo:

“(…) na hora da efusão, algo me tocou muito, me senti tão acolhida com a palavra que Deus, senti de verdade a presença do Espírito Santo. Recebi uma ligação de uma moça chamada Carol, minha xará. Deus falou comigo por profecia através dela, eu senti isso, cada palavra que ela me falava, era um peso saindo aos poucos de mim, porque foi na hora que eu percebi que Deus estava realmente comigo, que apesar de tudo, ele nunca tinha me  abandonado, e eu só precisava encontrá-lo. E foi o que aconteceu, eu encontrei, na verdade reencontrei Jesus novamente, e ele me recebeu em Seus braços”, afirmou.

Participando do grupo de iniciantes da Obra Shalom em Touros, Renan Kleverson, de 16 anos, teve a oportunidade de fazer seu primeiro SVES com o Change. Segundo Renan, foi uma “(…) experiência fortíssima na minha vida; eu era uma pessoa muito vazia do amor de Deus, eu não sentia aquele amor que os outros sentiam. Mas depois da pregação que falava sobre o amor de Deus eu entendi que Ele me amava de forma única e a partir daquele momento comecei a me esvaziar de mim, pra me encher cada vez mais do amor de Deus”. Passada uma semana após o Change, Renan se percebe diferente do que era. “Hoje eu tenho uma amizade maior com Deus; mesmo que eu não sinta, eu sei que Ele me ama”, afirma.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *