Formação

Você sabe qual é a importância do diálogo em família?

Nessa estrutura humana sagrada, encontramos o real significado da doação, do estar disponível para o outro.

Foto | Unsplash

Na primeira homilia do ano de 2020, o Papa Francisco falou sobre a importância do diálogo e da reconciliação para que a paz seja estabelecida no mundo. Neste tempo de Pandemia, em que a maioria das pessoas está em casa, a convivência familiar aumentou consideravelmente, realidade que dá margem para o fortalecimento dos laços e também para a criação de novos conflitos.

comshalom.org conversou com Raymundo Neto, psicólogo cristão que é pai e lida diariamente com diversos conflitos relacionados à família. Ele respondeu algumas perguntas e as suas respostas demonstram a importância do diálogo em casa, mesmo diante de assuntos mais delicados.

Confira a entrevista, a seguir.

_________________

1. Como psicólogo clínico, como você observa o papel da família na vida dos seus pacientes?

A família tem papel fundamental na evolução do processo de cada paciente. É nessa estrutura que encontramos o real significado da doação, do estar para o outro. Mas, infelizmente, foi perdido o sentido primeiro da família.

2. As famílias têm dialogado menos?

É perceptível que sim. Encontro com facilidade pessoas voltadas muito mais para questões individuais do que para as questões relacionais, dos seus mais próximos, no mínimo. E isso dificulta a possibilidade do diálogo, do interesse no outro, algo fundamental no ambiente familiar.

A família, por circunstância, é o local que efetivamente vivemos as nossas relações primárias. Pai-filho, Filho-pai, Mãe-filho, Filho-mãe, Irmão-irmão, enfim: é o nosso primeiro local de constituição como indivíduos, já que somos seres relacionais.

3. Quais são as consequências que a falta de diálogo na família podem trazer para a saúde emocional da casa como um todo?

Somos constituídos por relações. Nosso desenvolvimento humano é feito a partir das relações. A falta de diálogo na família propicia uma formação insegura, tornando os indivíduos inseguros, sem o mínimo de estrutura para se relacionar fora deste ambiente.

O limite nos estrutura para a percepção da realidade de algo além de nós, e tudo isso é construído no diálogo. Por isso a importância de entendermos, enquanto pais, a responsabilidade que temos frente ao nosso cônjuge e aos nossos filhos, de doar o nosso melhor para o outro. E isso só é possível se meu olhar estiver voltado para ele.

4. Como uma família pode dialogar mais?

Primeiro, e talvez o mais importante: os envolvidos precisam saber de forma clara os seus papéis. O marido tem que entender o seu papel de marido, a esposa de esposa e os filhos de filhos. Essa trama precisa estar bem definida.

E este é o grande problema da atualidade. Por isso é fácil encontrar pais que parecem mais filhos dos seus filhos do que responsáveis por eles. Em seguida, o olhar para fora, para o outro que precisa, e não o olhar para dentro, acreditando que é você quem precisa.

5. Como pai e esposo, como você cultiva momentos em família? Percebe a importância?

Cultivo esses momentos SENDO com eles. Percebo que existe uma certa dificuldade em diferenciar o tempo cronológico e o tempo das relações de afeto. Quando se está com o ser amado o tempo cronológico se perde, não é verdade? Porque, de fato, é algo vivido e não medido.

Ser para a sua família é entregar-se dentro de suas possibilidades, já que (em circunstâncias normais), não estamos com 24 horas de presença física. Mas eles sentem que na ausência, também existe presença. E é nisso que os filhos também serão formados para serem futuros pais e mães presentes, no seu dever ser.

Leia também

Família: caminho para o céu


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *