Shalom

A Paz que o Amor traz

Quer saber mais? Quer ter ou aprofundar sua experiência com esse Amor que traz a Paz? Então acompanhe o nosso Seminário de Vida no Espírito Santo e se surpreenda com o que o Amor de Deus pode fazer em sua vida!

“Está começando um novo itinerário de vida!” Foi assim que Maria Beatriz, membro da Comunidade, deu início à primeira pregação do Seminário de Vida no Espírito Santo (SVES) promovido pela missão Shalom Maceió. Totalmente online e gratuito, este SVES traz por tema “Tua Paz” e lança uma reflexão acerca de qual é a fonte da verdadeira paz e como alcançá-la. Na última quarta-feira (03/06), iniciando um percurso que durará cinco semanas, ouvimos falar sobre “A paz que o amor traz”.

Tendo em vista as dificuldades que são enfrentadas neste período de pandemia, pode surgir o questionamento: onde está Deus, onde está a Paz? Diante de tal pergunta, nos é apresentado o exemplo de São Paulo, na Carta aos Filipenses (4, 12s), que aprendeu a viver em qualquer circunstância por causa do amor de Deus que o fortalecia. Desse modo, também nós somos convidados a confiar no amor de Deus, mesmo em meio a experiências negativas e frustrações de todos os tipos. Assim, explicando que a verdadeira Paz só pode vir do verdadeiro Amor, Beatriz relaciona suas principais características.

Pessoal

Através da citação do profeta Isaías, somos introduzidos a um Amor que nos conhece de forma pessoal e diante do qual somos valiosos e únicos:

“E agora, eis o que diz o Senhor, aquele que te criou, Jacó, e te formou, Israel: “Nada temas, pois eu te resgato, eu te chamo pelo nome, és meu. Se tiveres de atravessar a água, estarei contigo. E os rios não te submergirão; se caminhares pelo fogo, não te queimarás, e a chama não te consumirá. 3.Pois eu sou o Senhor, teu Deus, o Santo de Israel, teu salvador. Dou o Egito por teu resgate, a Etiópia e Sabá em compensação. 4.Porque és precioso a meus olhos, porque eu te aprecio e te amo, permuto reinos por ti, entrego nações em troca de ti. 5.Fica tranquilo, pois estou contigo, do oriente trarei tua raça, e do ocidente eu te reunirei.” Is 43, 1-5

Para Deus não somos simplesmente uma multidão, um número entre tantos outros, mas somos filhos amados e plenamente conhecidos por Aquele que nos criou.

Misericordioso

“E justamente por ter nos criado, Ele sabe de que matéria somos feitos” prossegue Beatriz, abordando a segunda característica do Amor de Deus: a misericórdia – ela alcança cada fraqueza, incapacidade e limitação. Cada um de nós é envolvido por este olhar misericordioso que nos olha como Jesus olhou para Pedro:

“Pedro proclamava o seu amor, dizia que era capaz de tudo, mas na hora da Cruz negou a Jesus, O traiu. Quando ressuscita, Jesus não deixa Pedro no seu pecado da negação, Ele volta, se apresenta a Pedro e pergunta: ‘Pedro, tu me amas? Pedro, tu me amas? Pedro, tu me amas?’. Ao contrário do que a gente possa pensar, Jesus não disse isso três vezes porque ele desconfiava, não tinha certeza do amor de Pedro… Não! Jesus queria mostrar a Pedro que independentemente de quantas vezes ele caísse, Jesus estaria lá para levantá-lo. Porque negou Jesus três vezes, três vezes Jesus se colocou diante de Pedro”, afirma Beatriz.
Não importa o que vivemos, é sempre tempo de voltar e nos lançar no Amor misericordioso do Pai.

Eterno e fiel

Outra característica desse Amor é a eternidade. Em uma sociedade em que tudo parece ter prazo de validade, em que até os relacionamentos parecem ter se tornado descartáveis, parece também estranho falar em eternidade. Contudo, como foi visto na leitura do profeta Isaías o cuidado de Deus nos acompanha desde a nossa geração e vai durar eternamente.

Essa característica nos remete diretamente à próxima: fidelidade – onde não há fidelidade não há eternidade. Sobre este aspecto do Amor Divino, Beatriz convidou a termos uma maior atenção: “este tempo de incertezas nos faz achar que estamos vivendo uma ausência de Deus, mas independente do que há ao nosso redor, Deus se faz presente, podemos encontrá-Lo”. Deus permanece ao nosso lado não importam as circunstâncias. Mesmo com as portas das igrejas físicas fechadas, afirma a pregadora, “nós estamos unidos a Deus porque as portas de Deus não estão fechadas (…) A realização deste SVES é um exemplo concreto disso”.

Gratuito

Nessa trilha, de maneira concreta, também é possível perceber que o amor de Deus é gratuito: “Ele não lhe ama por aquilo que você pode dar ou fazer. Não deixa de lhe amar se você não O ama. O amor de Deus não é uma troca. (…) Deus nos amou primeiro, sem esperar nada em troca. Nada eu posso fazer para merecer o amor de Deus”.

Nada pode nos separar do amor de Deus

Sabendo de todas essas características, chegamos a uma conclusão: nada poderá nos separar do amor de Deus! Essa certeza merece destaque especial, justamente por reforçar todos os outros pontos:

“Mas, em todas essas coisas, somos mais que vencedores pela virtude daquele que nos amou. Pois estou persuadido de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem o presente, nem o futuro, nem as potestades, nem as alturas, nem os abismos, nem outra qualquer criatura nos poderá apartar do amor que Deus nos testemunha em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Rm 8,37-39

Quer saber mais? Quer ter ou aprofundar sua experiência com esse Amor que traz a Paz? Então acompanhe o nosso Seminário de Vida no Espírito Santo [aqui] e se surpreenda com o que o Amor de Deus pode fazer em sua vida!


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *