Shalom

A vida de Santa Alice nos ensina sobre esperança e louvor

Os santos sabiam que a chave para nos unirmos mais a Deus se dá através da esperança, pois quanto mais esperamos nEle mais podemos alcançá-Lo.

comshalom

Os Santos são modelos cristãos pelo modo em que viviam as virtudes teológicas (fé, esperança e caridade), esses 3 pilares os permitiam viver a santidade de forma inabalável, mesmo perante momentos de grandes tribulações. Eles sabiam que a chave para nos unirmos mais a Deus se dá através da esperança, pois quanto mais esperamos nEle mais podemos alcançá-Lo.

A história de Santa Alice nos revela certa semelhança com cenário atual e nos instrui a adotar uma postura igual. Desde muito cedo ela cultivava em seu coração o desejo de ser freira e ingressou muito jovem no mosteiro Cirsterciense feminino de La Cambre, na Bélgica. Entretanto, Alice não contava com uma doença que mudaria o rumo da sua vida: a lepra.

Muito comum na época, lepra era considerava incurável e condenava os doentes a uma morte sofrida e lenta nos famosos leprosários, lugar que separava os leprosos da sociedade.

No mosteiro, por causa do perigo real do contágio, Alice foi isolada das monjas. Após alguns anos, devido sua saúde debilitada, a Santa ficou cega e paralítica, dependendo ainda mais da caridade de suas irmãs. Santa Alice tinha uma forte experiência de fé na presença de Jesus Cristo na Eucaristia e, nas poucas oportunidades de comungar, devido o lugar onde vivia, deslumbrava aquele momento com uma alegria extasiante.

Paralelo ao sofrimento que padecia havia um grande ardor de louvor, louvor por um Deus que lhe concedeu a vida e o conhecimento de Jesus Cristo, pelo louvor ela reconhecia ter recebido um  precioso tesouro, mesmo sabendo-se um simples vaso de argila. Como a Santa costumava dizer: “É o paradoxo vivo de um corpo cada vez mais feio que contém a joia de uma alma cada vez mais sublime”.

Como Santa Alice, tantos outros Santos provaram da experiência de perseverar, mesmo diante da Cruz, para poder contemplar a Ressureição, pela entrega total de suas vidas, entendendo que o controle de todas as situações deve estar nas mãos de Deus e deixando que Ele realizasse a Sua obra.

Somos chamados a vestir-nos de Santa Alice neste tempo e a depositar sempre nossa confiança no Espírito Santo, para descobrirmos, em cada situação nova, uma ocasião para alargar o amor redentor de Cristo, como nos ensinou, o também santo, São João Paulo II.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *