Shalom

Alegra-te: Felicidade não é ausência de tribulações, mas encontro com Deus

comshalom

A alegria foi o convite feito pelo anjo Gabriel à Virgem Maria na anunciação de que ela seria a mãe do Salvador. Ela foi a primeira a se alegrar com a graça da salvação. No entanto, Maria experimentou tribulações em sua vida. O assunto está sendo tratado durante as pregações do tema geral “Alegra-te” no Renascer Sobral 2017. O evento segue até esta terça-feira, 28, no colégio Luís Felipe (Rua Coronel José Silvestre, 760 – Junco)  com entrada gratuita. A organização é da Comunidade Católica Shalom.

As pregações estão sendo conduzidas pela missionária da Comunidade Shalom em Fortaleza, Raniere Mendonça. O tema escolhido para o Renascer deste ano “Alegra-te” reflete o ano Mariano instituído pelo Papa Francisco para a Igreja do Brasil. Celebramos os 300 anos da aparição de Nossa Senhora nas águas do Rio Paraíba.

Raniere explicou que a alegria da Virgem Maria não era fruto de uma ausência de problemas, mas de uma experiência com o amor de Deus.”A felicidade não depende de termos uma vida sem tribulações e sem problemas, mas na presença de Deus. Com Jesus na nossa vida, somos capazes de estar de pé diante da nossa cruz”, destacou.

“Às vezes pensamos que Maria por ser a mãe de Jesus não tinha muitos problemas, mas ela também viveu preocupações, lutas”, destacou. Raniere ponderou ainda que a alegria de Nossa Senhora, de Isabel e de João Batista ainda no ventre de sua mãe foram fruto de uma experiência com Jesus. Ela ressaltou que é um engano acharmos que para sermos alegres não podemos viver lutas, desafios. “A felicidade não é não existir tribulações porque até Nossa Senhora com Jesus dentro de casa viveu desafios. A felicidade é um encontro com o amor de Deus.”

Maria, assim como todo o seu povo, esperava a salvação. No entanto, nem todos abriram o coração para a salvação que vem de Deus porque não entenderam o que é o segmento de Jesus. Ela disse ainda ser um equívoco achar que quando Deus entra na nossa vida acabam os problemas. “Todos os que seguiram Jesus sofreram tribulações. Seguir Jesus é ir pelo mesmo caminho que Ele faz, disse.

Alegria na cruz

A missionária seguiu sua fala afirmando que Nossa Senhora era uma pessoa alegre e questionou. “E nós? Também somos alegres? De que foram expressamos esta alegria?” Ela conduziu os participantes a fazerem memória de sua vida desde o nascimento até a idade atual. “Você foi esperado? Foi surpresa seu nascimento? Como era sua família? Quem te criou?”, pediu que todos lembrassem em espírito de oração.

Ao longo da pregação, Raniere fez memória acerca da vida da Virgem Maria. “Por que ela era alegre?”, questionou e, passando por vários trechos bíblicos, a missionária refletiu sobre a anunciação do anjo e o anúncio de que ela seria a mãe do Senhor e o serviço à sua prima Isabel que também estava grávida. “Maria foi visitada pelo anjo que lhe anunciou que ela seria mãe do Salvador. Diante de tamanha alegria, ela foi apressadamente servir Isabel que estava grávida”, destacou.

A partida para Belém e o nascimento de Jesus em uma manjedoura foram momentos de tribulação na família de Nazaré. “Nossa Senhora entrou em trabalho de parto e não havia lugar para se instalar. Foram para o único lugar disponível: a estrebaria dos animais”, fez memória. Já na apresentação do menino Jesus, foi anunciada a dor de Maria aos pés da cruz.

Aprender a seguir Jesus

Maria é mãe e mestra espiritual que nos ensina a seguir Jesus. No segundo dia do Renascer Sobral, a missionária da Comunidade Shalom Raniere Mendonça explicou que precisamos aprender com Nossa Senhora a levar a alegria a todos.

Fazer tudo o que Ele nos disser, ouvindo a voz de Deus, além de ter fé e esperança mesmo nas tribulações e nos desafios são as grandes lições aprendidas com Maria. “Deus está no controle de tudo mesmo quando nós não entendemos”, destacou.

A missionária ressaltou que muitas vezes nos preocupamos conosco mesmos e não temos tempo de levar a alegria para as outras pessoas. “Maria levou a alegria para Isabel e o que nós temos levado para as pessoas que convivem conosco, que passam por nós?”

Ranieri explicou que precisamos olhar para os outros e nos colocarmos à disposição.  “Ninguém é feliz sozinho. Precisamos aprender com Maria a nos encontrando com Jesus levarmos o Senhor para quem está perto de nós e precisa viver esta mesma alegria”, ressaltou.

Teresa Fernandes


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *