Institucional

Ao dar para um pobre o único pão que eu tinha, tive uma surpresa

comshalom

“O que vivemos e o que queremos nos é dado pelo Senhor e, sendo dado por Ele, é o que precisamos e o que nos basta” (Escrito Pobreza nº12, da Comunidade Católica Shalom)

Eu me chamo Jefferson, tenho 20 anos, sou de Mossoró (RN), atualmente estou como jovem em missão em Curitiba, na Comunidade Católica Shalom. Neste tempo de missão, passei sete meses na Escola de Evangelização. Com a conclusão da escola neste mês de dezembro, eu e os outros missionários de lá passamos a servir no Centro de Evangelização da Comunidade aqui na cidade.

.: Leia também: Escola de Evangelização conclui atividades em Curitiba

Reconhecer a providência de Deus, para mim, parecia ser muito difícil, porque eu não a via em meu cotidiano. E nós, como missionários, somos chamados a buscar viver em tudo a pobreza, que não é a falta de responsabilidade sobre nossa própria vida, mas é o abandono nas mãos de Deus. Eu pensava que tudo o que eu tinha era simplesmente mérito meu. Recentemente pude tocar concretamente na providência divina, quando ganhamos uma doação de pães para o café da manhã do dia seguinte.

Ao final da tarde de apostolado, quando retornava para casa, encontrei em frente a minha casa um morador de rua que me parou e me pediu alimento. Eu respondi: “Me aguarde enquanto irei buscar”. Ao chegar à cozinha, percebi que os pães estavam “contados”, daria um para cada irmão na casa. Fui falar então com a coordenadora da alimentação e expliquei-lhe o ocorrido. Ela me disse: “Você estará ofertando o seu pão de amanhã”.

Fiquei um instante surpreso, mas como já tinha pedido para o morador de rua esperar, fui levar o pão para ele, pensando em como seria a manhã seguinte. Ao chegar ao portão, encontrei não somente o pobre, mas também uma freira. Para minha surpresa, ela trazia pães para nós. No mesmo instante, pensei: “Meu Deus, às vezes é preciso nada ter para perceber que Tu me dás tudo de que preciso”.

Apesar de muitas vezes não confiar plenamente na providência divina, Deus insiste em me amar, dando-me provas concretas de Seu Amor para mim!

Jefferson Ravadiérison


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *