Mundo

O Arcebispo Hindo escreve a Obama: o mundo não quer a guerra

 “É pela paz que vos escrevo, a nossa paz. É contra a guerra que vos escrevo, a vossa guerra”. Assim, Dom Behnam Hindo, Arcebispo sírio-católico de Hassaké-Nisibi, se dirige a Barack Obama numa carta em que pede ao Presidente dos EUA que detenha os seus projetos de intervenção militar na Síria. 

 

A diocese do Arcebispo Hindo se encontra na província síria norte-oriental de Jazira, numa região que – escreve o eclesiástico – está fechada num bloqueio oprimente e total e onde um milhão e meio de pessoas sofrem “os tormentos da guerra, as destruições, a falta de tudo”.

Na carta, enviada à Agência Fides, Dom Hindo critica duramente a estrada empreendida pela administração dos Estados Unidos. O Arcebispo sírio expressa fortes dúvidas também sobre as provas do uso de armas químicas por parte do regime de Assad exibidas pelo governo dos EUA para convencer a comunidade internacional sobre a necessidade de uma intervenção armada.

O conselho dirigido ao Presidente estadunidense é esperar “os resultados da Comissão da ONU”. A isso, se acrescenta a súplica de “poupar os massacres, as destruições e mais sofrimentos. Eu – prossegue o Arcebispo sírio – escrevo àquele em cujo nome ressoa a expressão baraka, ou seja, bênção (…). Bênção para a vossa grande nação, paz, fruto de bênçãos para o meu povo. Estes são os meus votos. Estes agora estão nas mãos de um prêmio Nobel da Paz”.

Fonte: Agência Fides 

top ^


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *