Shalom

Cardeal Dom Orani: Quanto mais buscamos a Deus, mais humanos nos tornamos

Na homilia da missa do Reviver, Dom Orani propõe que nos aprofundemos na Palavra, para nos assemelharmos a Cristo.

comshalom

No dia em que o Evangelho fala sobre a resposta de amor que deve ser dada aos atos de ódio, Cardeal Dom Orani Tempesta, arcebispo da arquidiocese do Rio de Janeiro, exorta sobre a necessidade de que os cristãos sejam a resposta a um mundo repleto por ódio, rancor, guerra e fome.

O cardeal celebrou a Missa de abertura do Reviver Rio em Irajá, no domingo 23 de fevereiro. Ele convida, também, a serem como o Pai, que “faz chover para todos, os bons e os maus. Deus faz chover na horta de todos os seus filhos, não apenas na dos fáceis!”

De acordo com o cardeal, os cristãos são templos do Espírito Santo, pertencem à Cristo, que pertence à Deus (1Cor 3, 22-23). Desse modo, não deveria haver no coração nem ódio, nem rancor, mas a busca incessante por amar ao próximo como a si mesmo.

“Isso é impossível humanamente falando. Nossa vontade é exatamente o contrário, mas com a graça de Deus, com o dom de Deus, é possível. Nós não conseguimos, mas Deus em nós faz as maravilhas. Ao olhar para a humanidade nos tempos atuais, é possível perceber que o mesmo que foi dito aos judeus sobre ‘olho por olho, dente por dente’, continua a ser ensinado. Não é tolerado que se leve desaforo para casa, que apenas se ame os amáveis e que comunguem dos mesmos pensamentos e ideologias, e os demais são dignos de ódio e desprezo”, disse.

E completou: “hoje vemos uma mentalidade de querermos ter relacionamento apenas com pessoas que estão do nosso lado, que pensam como nós, e condenamos os demais. Não nos relacionamos com ninguém, nem mesmo para evangelizar.”

Segundo o cardeal, a intolerância é uma característica que vem sendo potencializada nos últimos tempos, e é possível percebê-la devido ao avanço das mídias digitais. O desejo crescente de vingança, de ódio, de denegrir a imagem do próximo ou de propagar informações que sejam falsas com o intuito do benefício próprio e de destruir o outro.

“Somos templos do Senhor. Tudo é nosso, somos de Cristo e Cristo é de Deus e por isso somos chamados a ser santos como o Pai, e devemos ver o exemplo do Pai que ama a todos, e segui-lo. Não odiarmos os outros, mas sermos irmãos. O próximo não é só aquele que está do nosso lado, que é da nossa etnia, do nosso povo, mas é aquele que estava à beira do caminho, e o nosso papel é de sermos o bom samaritano na vida dele!”, comentou.

O Arcebispo explorou, também, o tema no Reviver 2020: “Buscai as coisas do alto”. “Buscar as coisas do alto não significa alienar-se no dia a dia, mas quanto mais perto de Deus estamos, mais nos encontramos com o irmão do nosso lado, e é esse aspecto que a Igreja é chamada a viver, e temos a oportunidade de nesses dias de retiro Reviver em nós os valores batismais”, afirmou Dom Orani.

O público foi exortado sobre a importância de reviver o batismo, reavivar o dom de Deus em nossa vida, nesses dias que antecedem a Quaresma. No meio de tantos povos, os cristãos são chamados a ser aqueles que chamam atenção pelo modo de reagir a determinadas situações.

“O mundo quer que nós saiamos dando tiro em todos, prendendo a todos, nos livrando de todos, mas Deus nos ensina e nos chama a sermos presença transformadora na evangelização. Claro que somos chamados a esclarecer as verdades, mas não devemos trazer ódio no nosso coração, porque ele só destrói aqueles que estão ao nosso redor”, comentou o Cardeal.

“Deus é aquele que vai, aos poucos, transformando o coração, a mente, a vida dos seus para que sejam fermento no meio da massa de um mundo novo, numa sociedade que tanto necessita da presença cristã. O mundo precisa ser novo, ser renovado, mas a renovação deverá vir pelo exemplo dos cristãos, que à luz do evangelho, mostrem que é possível viver de um novo jeito”, ressaltou.

A esse respeito, Dom Orani ainda conclui: “Mesmo martirizados, aqueles que deram a vida pelo evangelho, deram-na perdoando, deram por amor, sem ódio, sem rancor. É esse o chamado cristão. Não por política, não para aparecer, mas como uma resposta à graça de Deus. Quanto mais buscamos as coisas do alto, mais nós vamos encontrar os irmãos de todas as realidades. Quantos mais buscamos a Deus, mais humanos nós nos tornamos.”

REVIVER RIO 2020

Capela São Tarcísio | Rua Athos Bulcão, No. 48 | Recreio dos Bandeirantes
CCSP Cardeal Orani Tempesta | Praça Nossa Senhora da Apresentação, No. 352 | Irajá

Por Mariana Figueiredo

Não pode ir ao Renascer? Acompanhe a transmissão ao vivo clicando aqui

Aproveite agora!

Adquira os livros lançados no Renascer

Adquira as pregações do Renascer e muito mais


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *