Shalom

Carta ao meu melhor amigo

comshalom

      Hoje, olhando para as amizades que já vivi com outras pessoas antes de conhecer a Deus, me pego pensando se valeram a pena, sabe? Porque não passavam de fachada, de aparência. Eles só estavam comigo por causa do que eu lhes poderia oferecer. Com você já foi diferente, porque antes de te conhecer, eu já conhecia a Deus e isso mudou totalmente o meu olhar. Descobri que a nossa amizade, por estar em Deus, torna-se verdadeira. E só assim o poderia ser! Não é feita de exigências ou trocas. É livre e simples.

      Hoje você me pergunta por que eu não desisti de você. Não foi por falta de vontade. Não foi uma ou dez vezes, mas em várias ocasiões pensei em não cultivar mais essa amizade. Porque te amar é exigente, sabia? E sei que você diria o mesmo em relação a mim. Mas, todas as vezes que pensei em desistir, eu olhei pra Deus e percebi que Ele nunca desistiu de mim.

      Eu sou infiel, chato, mandão, quero tudo na minha hora. Muitas vezes abro mão de estar na presença dEle para me deleitar com coisas que, no final das contas, nem valem a pena. Deus, no entanto, é o mais fiel amigo, me espera pacientemente todos os dias, não poupa as palavras para me dizer e me fazer entender que me quer ter por perto, não poupa amor. Eu me pergunto: como Deus quer por perto alguém que o rejeita? Simplesmente porque ama, no sentido mais puro da palavra: dá de Si mesmo sem esperar nada em troca.

      Com você, meu amigo, não poderia ser de outra forma. Você é chato, besta, me rejeita todo dia, não olha minhas mensagens. Mas isso não é mais motivo para te deixar, porque aprendi a te amar exatamente como você é, com esse amor imperfeito. Em que consiste a perfeição no amor – e diria, na amizade – se não exatamente em suportar com paciência as imperfeições um do outro? Na pedagogia da amizade divina, aprendi a ter paciência com você e comigo mesmo.

      A forma como te vejo hoje foi construída na estrada que percorremos juntos. Não foram apenas poucos quilômetros. Nesse caminho choramos, rimos, nos ferimos, brigamos. Mas foi assim, nesse ordinário que a amizade nos proporciona, que eu posso dizer que eu aprendi a te amar de verdade.

      Por isso, amigo, independente do que possa surgir no caminho daqui pra frente, saiba: estarei sempre aqui pra você. Sua presença me alegra e eu sempre vou querer você por perto. Eu posso até ficar irritado às vezes, mas tudo passa. A única coisa que não passa é o amor provado nas intempéries da vida.

 

         De seu melhor amigo.

         Shalom!

 

Por Neto Nogueira


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *