Notícias

Como fazer evangelização urbana em uma Paróquia?

Paróquia no centro da cidade de Fortaleza desenvolve atividades que têm atraído fiéis para uma participação engajada.

Padre Douglimar visita pessoas que trabalham nos comércios do centro de Fortaleza. Foto: Instagram | @shalomcarmo

Fortaleza é a quinta maior capital do país, metrópole com 119 bairros. Uma média de 350 mil pessoas passam diariamente somente pelo centro da cidade. No horizonte da evangelização uma pergunta se levanta, como uma paróquia pode se tornar relevante em meio à correria dos grandes centros urbanos? Como fazer o homem deste tempo parar para ouvir o anúncio do Evangelho?

Para responder a estas e outras perguntas o comshalom.org foi conhecer a rotina de uma Paróquia centenária, instalada no centro de Fortaleza que, como muitas outras, tem diante de si os desafios do caos urbano como a insegurança e aparente falta de tempo para Deus das pessoas que cumprem uma agenda cada vez mais frenética.

O imperativo do Papa Francisco de uma Igreja em saída e suas diretrizes contidas na Exortação Apostólica Alegria do Evangelho estão no substrato das ações evangelizadoras da Paróquia de Nossa Senhora do Carmo, assumida pela Comunidade Shalom, desde 2013.

“Na evangelização paroquial em um centro urbano é fundamental termos o espírito querigmático”, explica Padre Douglimar Estevam, consagrado da Comunidade Shalom e vigário paroquial. Este espírito querigmático é traduzido em atividades de primeiro anúncio do Evangelho, que vão ao encontro do povo de Deus. “Nós saímos, mostramos a nossa cara e o resultado é a aproximação das pessoas”, garante.

Festa da padroeira. Foto: arquivo @shalomcarmo

A paróquia adapta horários e estratégias que favorecem a participação das pessoas, como a “Hora da Graça”, atividade que envolve Celebração Eucarística e Adoração ao Santíssimo Sacramento no intervalo do almoço, facilitando a participação de quem trabalha e está de folga nesse horário. A preparação para o Sacramento do Crisma é feita em parceria com colégios, que são vários,  do entorno da Matriz. “Temos uma média de 80 a 100 crismandos ao ano”, informa o sacerdote.

“Uma novidade que tem atraído muitas pessoas é o ‘Para Sempre’, curso de noivos que ofertamos a cada três meses”, comenta o padre. Outra atividade que já entrou no calendário paroquial e de centenas de fiéis é a “Tarde da Misericórdia”, encontro com a recitação do Terço, Louvor, oração, finalizando com a Santa Missa, todas as sextas-feiras.

Pelo terceiro ano consecutivo será realizado o Cerco de Jericó, começando neste domingo, dia 26. São 168 horas de orações ininterruptas diante do Santíssimo Sacramento. Nestas programações comunitárias de primeiro anúncio são oferecidos momentos de Confissão e possibilidade de escuta pessoal para quem desejar, com pessoas do Ministério de Oração e Aconselhamento.

Toda a estrutura de som da paróquia foi renovada para garantir a boa comunicação aos fiéis que participam das atividades na Igreja. Ministério de música foi formado para acompanhar as celebrações e eventos. A paróquia também investe em segurança. São ações que favorecem a participação das pessoas e gera aproximação e pertença.

“Virada Radical”, Seminário de Vida no Espírito Santo, para jovens. Foto: arquivo @shalomcarmo

Grande meio de atrair e engajar os fiéis são os Seminários de Vida no Espírito Santo. “Estes encontros proporcionam aos participantes uma experiência pessoal com Deus, fundamental para o início de uma caminhada rumo à maturidade da Fé”, estaca Padre Douglimar. Os seminários acontecem a cada dois meses, aos finais de semana. “Temos projetos para realizá-los durante a semana, em breve. Eles são muito importantes. Ano passado fizemos um especificamente para casais e foi muito bom”, relata o vigário.

A Paróquia já conta com 12 grupos de oração, formado a partir dos Seminários de Vida no Espírito Santo, além de movimentos eclesiais tradicionais como Encontro de Casais com Cristo, Apostolado da Oração, Movimento de Desagravo ao Coração de Maria, Terço dos Homens, Legião de Maria entre outros.

Evangelização dos jovens é primazia na paróquia. Foto: arquivo @shalomcarmo

Quem dar suporte às atividades de evangelização de primeiro anúncio são os ministérios, sendo os mais expressivos, ministério de música, intercessão, pastoreio, servos de seminário e oração e aconselhamento. Os ministérios são formados por pessoas já iniciadas no Grupo de Oração e que mantém compromisso de engajamento. Além do serviço, cada ministério possui rotina semanal de oração comunitária, formação e acompanhamento pessoal para os seus membros.

A Igreja permanece  maior parte do tempo de portas abertas e isso já é um diferencial para as pessoas que dispõem de pouco tempo para fazerem suas orações. De segunda a sexta, o Santíssimo Sacramento fica exposto das 8h às 17h. O Sacramento da Reconciliação é ofertado de terça a sexta pela manhã, das 8h às 10h e à tarde, das 15h às 17h. “Vem gente de todos os locais da cidade para a confissão”, conta Padre Douglimar.

Atendimento aos necessitados é feito durante todo o ano na Paróquia do Carmo através de projetos e ações solidárias. Foto: arquivo @shalomcarmo

No mês de maio, padre Douglimar conta que a Paróquia vive a Jornada Mariana de Evangelização. Atividade de destaque é ida aos comércios da cidade para dispensação de bênçãos. “Juntamos um grupo, fazemos um andor e seguimos pelas ruas de movimentos comerciários, entramos nas lojas, abençoamos e lançamos o convite”, relata o padre. É uma evangelização que tem dado muitos frutos de retorno de fiíes à Igreja e de perceberem que Deus não é alheio ao cotidiano. 

No Dia Mundial dos Pobres, celebrado em novembro, a Paróquia evidencia os trabalhos de Promoção Humana realizados durante todo o ano. São realizados atendimentos na Praça da Matriz, distribuição de alimentos, além de acompanhamento e outras atividades evangelizadoras. 

Testemunho de paroquianos do Carmo

A Igreja onde a mãe foi batizada é hoje o local de serviço de Esdras Medeiros, professor universitário, e a esposa Ailana, advogada. Ele serve no ministério de música e ela como Ministra Extraordinária da Sagrada Comunhão. Casado há oito anos e pai de 3 filhos, Esdras fala da alegria de servir na paróquia do Carmo. “É um prazer servir na Igreja do Carmo. Muito bom ter o carisma Shalom atuando em uma paróquia que favorece uma experiência radical com o amor de Deus”, diz.

Esdras e Ailana servem na Igreja do Carmo há três anos. Foto: arquivo pessoal.

Ailana destaca a ação social da paróquia. “Sou muito feliz em poder servir em uma paróquia onde, pela função social da Igreja, permite alcançar pessoas muito necessitadas que habitam aquele espaço a cidade. Na correria do comércio ou em meio às demandas a serem revolvidas por quem vai ao centro, a pessoa tem a oportunidade de encontrar Deus na Igreja do Carmo mesmo nesses momentos em meio às tarefas do dia a dia”, testemunha.

Mais informações:

Site: paroquiadocarmofortaleza.org

Instagram: @shalomcarmo


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *