Shalom

Comunicado à Comunidade e Obra Shalom de Natal

Cristo é a nossa paz (Ef. 2, 14)

Amados Irmãos,

Queremos expressar nossa solidariedade a toda humanidade, a todos os homens que sofrem os efeitos da pandemia que grava sobre a Terra nesses nossos dias. Queremos também expressar nossa solidariedade a todas as famílias de pessoas infectadas pelo covid19. Nós, Comunidade Católica Shalom, estamos unidos em oração a todos aqueles que sofrem os efeitos desse mal.

Queremos também manifestar a nossa completa sintonia com as orientações das autoridades civis do estado do Rio Grande do Norte e das autoridades eclesiásticas da Arquidiocese de Natal para juntos enfrentarmos este atual desafio.

O momento é grave, nós sabemos, mas, antes de mais nada, é um momento a ser vivido na oração, em profunda comunhão com Deus. Pois sabemos que “O ouro é provado pelo fogo” (Eclo 2) e “A fé provada produz aprovação.” (1Pd 1). Devemos ficar atentos à realidade dos fatos, evitando a ansiedade e buscando em tudo semear a Fé e a Esperança por meio de nossas palavras e ações.

Em consonância com o período da Quaresma que estamos vivendo, recomendamos a todos os irmãos da Comunidade de Vida, Aliança e Obra a dedicarmos mais tempo à oração e à intercessão, e buscarmos a sabedoria para nos fazer próximos de todos. Além do tempo normal dedicado à oração pessoal e Estudo Bíblico, dediquemos bons e longos momentos de intercessão para que Deus intervenha e antecipe os tempos de cura para toda a humanidade. Também, façamos o propósito de recitarmos o Rosário todos os dias. Nossa Senhora do Rosário já comandou muitas vitoriosas batalhas ao longo da história do cristianismo e nos dará, com certeza, mais essa vitória. Outra forma eficaz de nos mantermos abertos ao (O)outro, vencermos o medo e vivermos a caridade é a partilha generosa da nossa Comunhão de Bens. 

Continuaremos em oração e adaptando as nossas atividades para não perdermos a fé neste tempo que ela se faz tão necessária. Segue as orientações para os próximos 15 dias na Comunidade:

  • As missas semanais seguem os horários normais, sendo observadas sempre as medidas de segurança, como distância entre as cadeiras e Comunhão entregue na mão, além da omissão do abraço da paz;
  • Aos domingos, haverá 4 missas na Casa da Paz, sendo elas nos horários: 8h, 10h, 16h e 18h30, para que não haja aglomerações;
  • As Adorações e vigílias seguem normalmente, o Santíssimo ficará exposto no pátio;
  • Os eventos que seriam realizados nos próximos 15 dias serão adiados;
  • Grupos de Oração e Ministérios serão adaptados, os encontros não serão presenciais;
  • Assembléias Comunitárias, bem como Servos Apostólicos e serão suspensos por hora;
  • As Células Comunitárias estão suspensas até novas orientações;
  • Estaremos mais ativos nas redes sociais, com transmissões online de orações, recitação do Rosário, entre outras atividades.

Lembremo-nos do que diz a nossa Revista Escuta, quando o Moysés Azevedo fala da coragem e disposição de coração nos momentos difíceis: “Em lugares em chamas, em situações de perigo, arriscando a própria vida, com liberdade, alegria e ousadia. É a dádiva, é a graça que devemos pedir. Não devemos ter medo de pedir, porque há pessoas que têm até medo de pedir. Como? Se foi para isso que nascemos! Nós não podemos ser o bombeiro que fica rezando para não ter incêndio, para ele não ter que o enfrentar, porque tem medo de fogo. Ele foi vocacionado para isso. Não é que queremos o incêndio. Nós queremos apagar o fogo e salvar as vidas que estão em risco. Arriscando a própria vida, com liberdade e ousadia, com amor e por amor, despendidos de si mesmos.” (Revista Escuta de 2019, Pág. 126).

Estejamos atentos, sabendo que é exatamente para o incêndio que os bombeiros foram feitos, para apagar os incêndios e salvar vidas. Que sejamos a esperança, o consolo e o cuidado tão necessários diante do delicado momento que vivemos, tendo a certeza de que que tudo isso vai passar, pois sabemos em Quem depositamos a nossa fé.

Neste tempo, estejamos unidos em comunhão. Esforcemo-nos para que a nossa comunicação seja criativa e pautada pelos vínculos da caridade. Como Governo Local, estamos empenhados em responder às desafiantes necessidades que a vida comunitária nos apresenta neste momento.

Cientes de que “é do Céu que vem a força” (1Mac 3), nos unimos a todo o povo de Deus, principalmente aos mais frágeis, e nos colocamos à disposição para eventuais necessidades.

Em Jesus e Maria, 

Governo Local

Comunidade Católica Shalom – Missão de Natal


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *