Notícias

Comunidade Católica Shalom celebra 29 anos de evangelização em Aracaju

Muitas vidas foram alcançadas pelo verdadeiro Amor e muitos são os motivos para celebrar.

comshalom

Há 29 anos, era fundada a primeira missão da Comunidade Católica Shalom fora do estado do Ceará, a missão de Aracaju (SE). Aqueles primeiros foram a semente do Carisma no estado do Sergipe. Desde então, muitos jovens, famílias, homens e mulheres foram alcançados pelas graças da Vocação Shalom na terra do forró e do caranguejo. 

Celebrando o aniversário da Vocação em Aracaju, ouvimos irmãos que passaram pela missão, aqueles que estão chegando e fazem o futuro da Missão de Aracaju. Tudo ao som do forró Brasa Viva, banda que evangeliza com o ritmo tão conhecido dos sergipanos. Confira o link da nossa Live Show de Aniversário

Passado e futuro se juntam

Para este tempo novo de missão, o Senhor nos deu a profecia de Oséias 2: E o vale se tornará porta de esperança! (Os 2, 18). Ao ouvir a partilha dos irmãos mais velhos na vocação, que relembram tantos momentos marcantes, se somando ao testemunhos daqueles que estão conhecendo o Carisma agora, podemos tocar e contemplar a promessa que se cumpre no meio de nós.

____________________

Testemunho: Pelas ondas da rádio

Eu conheci o Shalom através da Rádio Cultura, era uma ouvinte frequente, desde quando os irmãos da Comunidade de Vida vieram implantar um novo tempo na rádio. A partir daí comecei a participar dos eventos da Rádio.

Não fazia parte da Igreja, Obra, não ia as missas, somente ia aos eventos porque gostava muito da alegria, das palestras e eram muito tocantes. Nunca fui da “bagaceira”, mas sempre gostei de ir para micaretas, dançar com a família, etc. Mas foram os eventos da Rádio que começaram a abrir meu coração e me levaram para a Experiência com Deus.

Tive minha conversão através da confissão. Costumo muito dizer que a minha efusão com o Espírito Santo foi através do Sacramento da Reconciliação, pois fazia muito tempo que não me confessava. A partir do encorajamento da Leo, em tempo de advento, mudança de vida, fui buscar a confissão. E naquela confissão, saí uma nova pessoa.

Em Aracaju, era muito caseira. Não tinha amigos, somente na família ou no interior. E foi a partir da Rádio Cultura que passei a me interessar em fazer parte de um grupo de oração. Participando do grupo de oração, uma amiga minha me convidou para fazer um Seminário de Vida no Espírito Santo.

E assim fui, pois meu coração já estava aberto com esta Experiência com Deus. A confissão abriu espaço para Deus entrar. Fui fazer parte do Seminário no grupo Mensageiros da Paz. Fiz o Seminário e daí em diante só queria Deus e mais nada. Fiquei 5 anos no grupo de oração da Renovação Carismática Católica (RCC) que recebia formação do Shalom. Tive contato com o Carisma mesmo não sendo da Obra.

Vim fazer parte da Obra quando ingressei no Vocacional Shalom, e por providência de Deus, passei 1 ano desempregada e me tornei funcionária da Rádio Cultura. Me aprofundei com a vivência dos irmãos da Comunidade de Vida que tinham apostolado na Rádio, e com isso Deus me dizia sobre a vida de Vocação.

Em um encontro da RCC, Deus me dizia que queria para mim uma vida consagrada, e eu buscava essa vida consagrada. E através da Rádio Cultura e da convivência com os irmãos, ingressei no Vocacional, fiz a experiência e ingressei da Comunidade de Vida.

Hoje, como Comunidade de Aliança, na missão de Aracaju, posso dizer que sou muito feliz, posso dizer que faço parte dessa história e que sou grata por Deus ter selado em meu coração esta Vocação aqui nesta terra. Parabéns a missão de Aracaju e também a todos nós.

Acácia | Consagrada da Comunidade de Aliança Shalom

____________________

Testemunho: Uma juventude ofertada

Meu nome é Maria Joanny, tenho 19 anos, sou universitária e vocacionada na missão de Aracaju. Venho de uma família católica e desde pequena estive inserida na Igreja, sempre tive afinidade com Nossa Senhora e participava de alguns grupos na minha antiga paróquia, mas sempre sedenta por algo a mais, algo que não conseguia descrever.

Quando minha mãe me propôs a experiência do Acampamento de Jovens Shalom (Acamp’s) em 2016, tive bastante resistência em aceitar sair da minha zona de conforto, embora tenha concordado, vencida pela obediência. No dia do acampamento declarei que não iria me aproximar de ninguém, ia ficar “na minha” e quando voltasse tudo continuaria a ser do jeito que era. E como eu estava enganada.

No dia 9 de julho de 2016, terceiro dia de acampamento, finalmente tive minha experiência com Deus no lazer e durante o espetáculo O Canto das Írias. Naquele dia, descobri que o “algo a mais” que eu tanto ansiava era o que aqueles jovens traziam encarnado nas suas vidas e comunicavam através dos seus testemunhos: o desejo de santidade e de dar o melhor pra Deus. Ao voltar pra casa vivenciei um misto de sentimentos e os mais fortes – depois da imensa alegria de me saber amada e eleita – eram o orgulho em assumir que tinha encontrado o meu lugar depois de tanta resistência e o medo de perder tudo que já trazia como minhas certezas na vida (grupo de jovens, amizades, projetos…).

Mesmo assim, me arrisquei e deixei todas aquelas seguranças para embarcar na aventura de ser Shalom. Ofertei o que eu conseguia e, diante do meu nada, Deus encontrou abertura para realizar uma grande obra.

Realmente perdi muito do que tinha, mas ganhei mais do que sonharia. Como diria meu grande amigo, Santo Agostinho: “todas as coisas encontram o seu lugar quando encontramos o nosso”. No Shalom ganhei amigos, cresci como jovem mulher, discerni minha vocação profissional e trilho hoje um caminho de discernimento vocacional.

Aprendi muito sobre Deus e sobre mim mesma, mais do que achei que fosse possível. Pude compreender que Deus me ama tanto que deu sua própria vida por mim através do seu Filho, portanto viver por Ele é o mínimo que eu poderia fazer.

Tudo o que posso fazer por Deus só é possível pela sua graça, e mesmo diante das minhas resistências Ele consegue realizar uma grande obra a partir do pouco que eu oferto.

Há 29 anos surgia a primeira missão fora do estado do Ceará, no menor estado do Brasil, e a partir da pequena notável Aracaju abriam-se as portas da esperança e da graça. Neste aniversário de 29 anos da vocação Shalom em terras aracajuanas só posso agradecer a Deus por ter me alcançado na terra onde nasci, e por fazer parte da história da Obra d’Ele.

Agradeço pelas inúmeras graças e bênçãos que Ele derramou e continua a derramar sobre a cidade de Aracaju, e seu povo, do qual me orgulho de fazer parte. Gratidão pela vida de tantos que passaram por este lugar e se ofertaram por amor ao Pai, alcançando tantos jovens, famílias, crianças e adultos. Gratidão pelos irmãos que buscam a vontade de Deus diariamente e com os seus testemunhos fecundam outras vidas, que se ofertam para a glória do Pai e para o crescimento da Sua obra nesta cidade e por todo o mundo.

O Shalom de Aracaju foi e é instrumento de comunicação do amor e da vontade de Deus na minha vida e na vida de muitos. Se há quatro anos me dissessem que tudo seria como é hoje eu acharia loucura, mas tendo crescido aqui, experimentando de tantas graças e tendo ganhado muito mais do que eu poderia pensar em pedir é impossível não ser grata por tanto.

Obrigada, Senhor, por sempre voltar seu olhar de amor e misericórdia para o seu povo!

Maria Joanny | Vocacionada da Comunidade Shalom


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *