Mundo

Dica de filme do Blog PdF: O Violonista no telhado

comshalom

Estamos falando de um musical de 1971, um clássico do cinema, dirigido por Norman Jewison com melodias de Jerry Bock e letras de Sheldon Harnick. O filme é uma adaptação do livro de Joseph Stein, ‘Tevye and His Daughters’, que fala da vida de uma família judaica na Rússia csarista, pré revolucionária. O cenário é o ano de 1905. Este camponês que vende leite na pequena vila composta na sua maioria de judeus, tem cinco filhas e vê suas três filhas mais velhas se casarem em circunstâncias desafiadoras e novas para as suas fortes tradições religiosas.

Musicais só devem ser vistos por quem aprecia o gênero porque muitas vezes os diálogos são musicados, porém, ‘O Violinista no Telhado’ é de fato um clássico que os amantes do cinema não podem perder. São três horas de projeção que podem ser vistas tranquilamente em duas sessões. O filme fala sobre o conflito entre tradição e amor e as lutas interiores de um pai para educar suas filhas. Os diálogos travados por Tevye, o patriarca, consigo mesmo ponderando as circunstâncias e as situações de impasse são de uma beleza ímpar e valem como espelho para muitos pais mais de cem anos depois.

Outro ponto muito judaico da trama mas que é referência para qualquer pai cristão-católico que viva sua fé nos dias de hoje, são os diálogos abertos com Deus, expostos de maneira simples e direta, também bem humorada ultrapassando o rigor da Lei, deixando entrever as perguntas e humanidade do coração de um homem que busca a Deus e quer viver a sua Palavra. É oração pura e intimidade com o Deus de Abraão, Isaac e Jacó. Para nós, com o Deus de Jesus Cristo.

Em tempos em que o diálogo entre a Igreja Católica e comunidade judaica tem se estreitado mais e mais é nosso dever conhecer mais sobre esse universo. Essa amizade tomou novo rumo desde o período da II Guerra Mundial quando o Papa Pio XII salvou milhares de judeus, passando pela importantíssima declaração conciliar Nostra Aetate, e tudo o que fizeram os Papas João XXIII, Paulo VI, o Beato João Paulo II e o Papa emérito Bento XVI.Por isso repito, que grande alegria viver esse tempo de Igreja e como católicos podermos entender e participar mais de nossa relação com os irmãos mais velhos, os judeus, e lutar contra todo anti-semitismo.Também nisso temos o exemplo do amado Papa Francisco que no rol de seus amigos mais próximos um dos que encabeça a lista é o rabino argentino Abaham Skorka.

Este é um filme de bela fotografia, de músicas lindas e que nos apresenta os rudimentos da fé judaica e um pouco de História na história do povo eleito, o povo de Israel.

Por Elena Arreguy Sala

 

             Saiba mais sobre este e outros filmes no Blog Projeções de fé


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *