Igreja

Saiba qual livro o missionário deve ter em mãos

O livro, sugerido pelo Santo Padre, é um dos que estão presentes nas Sagradas Escrituras.

comshalom

Neste ano, o Dia Mundial das Missões será celebrado em 24 de outubro. A data é muito especial e importante para a Igreja Católica, pois, nela, os fiéis do mundo inteiro têm a oportunidade de aprofundar o entendimento sobre esse chamado tão particular que é feito a cada um deles: ser missionário. Em sua mensagem para este dia, Papa Francisco apontou qual o livro que os missionários devem sempre ter em mãos. E sim: o livro sugerido pelo Santo Padre é um dos que estão presentes nas Sagradas Escrituras.

>> Acompanhe a Comunidade Shalom no YouTube

Contudo, antes de conhecermos qual é esse livro, é preciso lembrar que a experiência missionária nasce de um encontro pessoal com Jesus. Esse encontro, marcado pela força do amor de Deus, muda a vida de quem o vivencia de coração aberto, pois é nele que, segundo o Papa, a presença do Pai do Céu passa a ser reconhecida na vida pessoal e comunitária. Esse encontro de fé dá início também a um bela história de amizade com Deus e é essa amizade que os missionários buscam compartilhar em seu dia a dia com cada pessoa quem encontram.

“A história da evangelização tem início com uma busca apaixonada do Senhor, que chama e quer estabelecer com cada pessoa, onde quer que esteja, um diálogo de amizade (cf. Jo 15, 12-17).Os Apóstolos são os primeiros que nos referem isso, lembrando inclusive a hora do dia em que O encontraram: «Eram as quatro da tarde» (Jo 1, 39). A amizade com o Senhor, vê-Lo curar os doentes, comer com os pecadores, alimentar os famintos, aproximar-Se dos excluídos, tocar os impuros, identificar-Se com os necessitados, fazer apelo às bem-aventuranças, ensinar de maneira nova e cheia de autoridade, deixa uma marca indelével, capaz de suscitar admiração e uma alegria expansiva e gratuita que não se pode conter” (Papa Francisco)

Leia também | CJS Alive 2021 terá programação híbrida e muitas novidades para os jovens

Dias Mundial das Missões e testemunhos

De fato, os missionários buscam compartilhar no dia a dia alegria de terem encontrado Jesus em sua vida. Contudo, nem sempre essa tarefa é fácil. E isso não é um desafio próprio dos dias de hoje. Pelo contrário, os primeiros cristãos viveram isso e sabem muito bem como é enfrentar um ambiente árdua e hostil muitas vezes. Entretanto, é no contexto atual que surge uma urgência na humanidade: missionários da esperança que, ungidos pelo Senhor, sejam capazes de lembrar profeticamente que ninguém se salva sozinho.

Por tudo isso, o Santo Padre, em sua mensagem afirma e ao mesmo tempo sugere que os missionários tenham sempre em mãos um livro: 

Possuímos o testemunho vivo de tudo isto nos Atos dos Apóstolos, livro que os discípulos missionários sempre têm à mão. É o livro que mostra como o perfume do Evangelho se difundiu à passagem deles, suscitando aquela alegria que só o Espírito nos pode dar. O livro dos Atos dos Apóstolos ensina-nos a viver as provações unindo-nos a Cristo, para maturar a «convicção de que Deus pode atuar em qualquer circunstância, mesmo no meio de aparentes fracassos», e a certeza de que «a pessoa que se oferece e entrega a Deus por amor, seguramente será fecunda (cf. Jo 15, 5)» (Francisco, Exort. ap. Evangelii gaudium, 279)” (Papa Francisco)

Leia também | Mensagem para o Dia Mundial das Missões 2021


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *