Shalom

E se não der para ser o que quiser?

O processo é a descoberta do que sou, e não um simplesmente “querer ser” algo.

comshalom

Aqui tem algumas frases que têm sido bastante recorrentes na minha timeline, e eu acredito que na de vocês também: “Seja o que quiser”, “Você pode ser o que quiser”, e por aí vai.

Eu estava na sala do dentista e, na TV, estava passando uma música que eu não conhecia até então, mas o refrão dizia algo como: “Seja o que tiver de ser, seja o que quiser ser”. Essa frase me atingiu com a pergunta que dá título a este texto: E se não der pra ser o que quiser?

Ora, ora… vejam só. Agora ela enlouqueceu de vez, vem aqui pra me dizer que eu não posso ser o que eu quiser?

A possibilidade do enlouquecimento é totalmente plausível (risos!), mas eu vim trazer apenas um outro ponto de vista, baseado nas experiências que eu tenho vivido desde muito pequena.

Como todos sabem, eu participo da Igreja Católica desde muito nova, foi ali que aprendi a tocar violão, fiz muitos amigos, tive decepções e também decepcionei muitas pessoas. Enfim, minhas grandes experiências de vida vêm dali.

Porém, as famosas “águas mais profundas” – às quais tenho sido chamada dentro da vocação Shalom – têm modificado meus conceitos acerca de conexão, e isso afeta diretamente o poder que essas frases sobre ser o que quiser têm em minha vida.

A simples pergunta do título parte do seguinte raciocínio: se Deus sonhou comigo (e com você), colocou no mais profundo de nós, junto com um pedaço d’Ele, o que nós somos. Então, nós somos aquilo que somos, saca?

E só seremos verdadeiramente felizes, quando nos descobrirmos por inteiro. Ou seja, o processo é a descoberta do que sou, e não do “querer ser” algo.

Quando eu digo que posso ser o que quiser, eu abro uma porta perigosa para mudar minha essência, enquanto que descobrir quem eu sou, me abre a porta da evolução. E, sem que eu perca minha essência, posso então chegar à felicidade perfeita, à perfeição (mas fiquemos tranquilos, que a perfeição a gente só alcança no céu mesmo e tá tudo bem).

Então, tudo o que precisamos é nos descobrir, é nos reconectar conosco mesmos, é ouvir a verdade da nossa essência que está dentro de nós, em nosso mais profundo ser.

Amigos, ah meus amigos! Nós precisamos é encontrar Deus dentro de nós. Nós achamos Deus, permitimos que Ele nos apresente, em nossa essência, aquilo que Ele sempre sonhou, aquilo que somos verdadeiramente. E vamos evoluindo do que somos agora, pouco a pouco, alcançando uma verdadeira reconexão com o que nós sempre fomos.

Hoje, eu desejo que você reflita e rezo não para você ser o que quiser, mas sim para que Deus te ajude a descobrir aquilo que você já é, a assinatura de felicidade que já está impressa em tua alma.

Gabriela Machado
Vocacionada Shalom

_____________

 

 

Quer descobrir a sua vocação? Link para inscrição do Seminário on-line para jovens [AQUI].


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *