Notícias

Encontro Geral da Obra marca Mês das Vocações em São Luís

O Encontro Geral da Obra aconteceu nos dias 17 e 18, no Auditório Paulo Freire, na Universidade Federal do Maranhão.

Foto: Roubert Pimenta

Encontro Geral da Obra (EGO)

A descoberta da vocação e o seu fortalecimento se dá ao longo da vida. Além disso, a cada tempo Deus pode revelar o seu novo para cada um. Com um tema propício para o mês das vocações, a Comunidade reuniu membros da obra e consagrados da missão São Luís em momentos de louvor, adoração e formação para serem renovados na fé e na vivência do Carisma Shalom para evangelizar no mundo atual onde se encontram.

Com o tema “Um novo envio: Maria e o Espírito Santo”, o EGO provocou nos participantes uma reflexão de como corresponder à vocação dada por Deus.

“Foi crucial perceber que Maria foi aquela mulher que melhor soube corresponder ao seu chamado, aquela que sem medo disse Sim à vontade de Deus. Posso dizer que o EGO trouxe mudanças para a minha caminhada. Reforçar Maria como exemplo vai me ajudar a responder de forma mais fecunda à vocação que Deus me chama”, refletiu Amanda Aires.

O Encontro Geral da Obra aconteceu nos dias 17 e 18, no Auditório Paulo Freire, na Universidade Federal do Maranhão.

Foto: Roubert Pimenta

Mês das Vocações

Tradicionalmente, o mês de agosto para a Igreja no Brasil, é dedicado à oração pelas vocações. É quando as comunidades são convidadas a fazer uma profunda reflexão sobre como estão sendo cultivadas as vocações. Na prática, o objetivo principal é conscientizar as comunidades da responsabilidade que compartilham no processo vocacional.

Por isso, cada domingo do mês de agosto é dedicado à celebração de uma determinada vocação. Pela ordem, celebra-se sacerdócio e os ministérios ordenados; o matrimônio junto à semana da família; no terceiro, a vida consagrada, e por fim, a vocação dos leigos.

A vocação é um dom de Deus que implica numa resposta da pessoa chamada. Deus é Aquele que convida, cabe ao homem a escuta. Mas, como entender o chamado Dele para nossa vida? Com a Amanda Aires, vocacionada Shalom, aconteceu a partir de sua experiência no Renascer. “Eu pensava que seria mais um encontro, mas a cada momento de oração e pregação, me chamava atenção a forma como eles rezavam. Após o encontro, comecei a trilhar o caminho do grupo de oração e ali Deus começou a me inquietar mais, passei a me questionar para que Deus me criou, qual minha identidade”, relembra.

Mas, para acolher a vocação dada por Deus é necessário ainda que mais passos sejam dados. Deus chama e dá o carisma, mas para que surjam respostas concretas, é preciso que Ele encontre no homem um terreno propício para o cultivo da sua vocação. “Quanto mais busquei conhecer e entender tudo aquilo que estava vivendo, mais descobri a vontade de Deus para minha vida. Hoje estou trilhando um caminho vocacional, conhecendo minha identidade e livremente correspondendo à vontade de Deus”, celebra Amanda.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *