Mundo

Eutanásia: Parlamento português debate “despenalização da morte assistida” sob oposição da Igreja católica

Resultado de imagem para eutanásiaNessa quarta-feira(01 fev) a Assembleia da República vai debater uma petição do movimento cívico ‘Direito a Morrer com Dignidade’, que defende a “despenalização da morte assistida” em Portugal.

Os responsáveis da Igreja Católica e movimentos da sociedade civil, tem expressado forte oposição, com destaque para a nota da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), divulgada em março de 2016, na qual os bispos rejeitam soluções que coloquem em causa a “inviolabilidade” da vida.

“Não pode justificar-se a morte de uma pessoa com o consentimento desta. O homicídio não deixa de ser homicídio por ser consentido pela vítima: a inviolabilidade da vida humana não cessa com o consentimento do seu titular”, refere o texto do Conselho Permanente da CEP.

O debate na reunião plenária do Parlamento vai ser acompanhada, no exterior da Assembleia, por uma manifestação do movimento cívico ‘Stop Eutanásia’, a partir das 12h30

Deu entrada ontem no Parlamento a petição ‘Toda a Vida Tem Dignidade’ que conta com mais de 14 mil assinaturas. Entre as causas estar a pedir “Rejeite toda e qualquer proposta que vá no sentido de conferir ao Estado o direito a dispor ou apoiar a eliminação de Vidas Humanas, ainda que com o alegado consentimento da pessoa”.

“Em vez de perder tempo a discutir a morte ganhemos tempos a discutir a vida. Achamos triste que num país que tem tantos idosos abandonados estejamos a discutir a eutanásia em vez de discutir como é que devemos apoiar essas pessoas”, disse José Maria Seabra Duque, um dos mandatários da iniciativa, à Agência ECCLESIA.

As associações católicas de enfermeiros e profissionais de saúde, de farmacêuticos, de professores, de juristas, de psicólogos e de médicos e ainda a ACEGE, assinaram um comunicado conjunto em que exprimem o seu apoio a esta petição.

A Associação dos Médicos Católicos Portugueses classificou a discussão sobre a legalização da eutanásia como sinal de “uma perda de sentido da vida humana”.

Fonte: AGENCIA ECLESIA


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *