Shalom

Fruto do Halleluya, Corações ao Alto chega ao fim com muitos testemunhos de fé

O Seminário de Vida foi um tempo de muitas graças tanto para os participantes quanto para quem estava servindo.

comshalom

Fruto do Festival Halleluya, o evento Corações ao Alto reuniu centenas de participantes durante sete semanas. O tradicional Seminário de Vida no Espírito Santo, promovido pela Comunidade Católica Shalom, ganhou nova linguagem e metodologia para ser realizado no ambiente virtual, contudo sem perder a essência: oferecer uma experiência concreta com o amor de Deus a cada participante.

>> Acompanhe a Comunidade Shalom no YouTube

O último encontro, realizado no 7 de setembro, contou com a participação de Padre Antônio Furtado e teve a oração pela efusão. Mais de mil pessoas acompanharam ao vivo pelo YouTube e também por uma sala no Zoom. Emanuell Barroso, apresentador do Corações ao Alto, falou sobre a experiência de conduzir os participantes nesse jornada de fé.

Testemunho de quem serviu do Corações ao Alto

De acordo com Emanuell, o Seminário de Vida foi um tempo de muitas graças tanto para os participantes quanto para quem estava servindo. Ele, inclusive, testemunha que teve uma forte experiência com Deus desde o convite para apresentar até o dia da efusão. Sobre esse último dia, Emanuell relata que teve a oportunidade de rezar por uma criança e esse momento foi muito especial.

O jovem também comentou que inspiração da sala Corações ao Alto no Halleluya deste ano deu muito certo, apesar dele não está tão seguro dessa inspiração no início. Contudo, a cada semana, por meio do testemunho dos participantes, ele ia percebendo como Deus havia alcançado o público durante o Halleluya com aquele “som da esperança” que ecoava no evento.

Leia também | 5 coisas que um católico deve carregar sempre

Testemunho de quem participou do Corações ao Alto

“Eu conheci o Halleluya por meio de uma amiga da paróquia que eu participo. Ela me convidou há uns três anos. Nós formos com um grupo. E aí desde então eu não deixei de participar, no ano seguinte eu levei meu filho; meu filho adorou o Halleluya. Mesmo de forma remota, esses dois anos eu sempre participei do Halleluya.

E neste ano eu vi o convite do Corações ao Alto e aquele convite me tocou de uma forma que eu não sei definir em palavras, como eu já tinha um interesse muito grande em participar da Comunidade Shalom, aceitei no mesmo instante, então, eu fiz logo a minha inscrição.

Todas as terças-feiras estava muito ansiosa para chegasse às 19 horas e eu pudesse participar do encontro. Porque as pregações me tocavam de uma forma muito significativa durante esse período em que eu participei do Corações ao Alto.

Meu filho está passando por uma depressão e uma ansiedade muito grande e toda vez que ouvia as pregações me tocava e me fortalecia muito para que eu pudesse caminhar junto de Deus e poder ajudar meu filho.

Eu vi também que tudo que eu estava fazendo para Deus era pouco. Toda minha caminhada era muito pouco.

Uma das últimas pregações foi a que me tocou bastante. A pregação falava sobre “o quanto você dedica a Deus?” E eu me fiz essa pergunta de quanto eu me dedicava a Deus? De quanto eu precisava de Deus? E a resposta veio de imediato, eu precisava de Deus demais para não segui-lo.

E na efusão do Espírito Santo eu participei de forma remota, que não deixou de ser significativa para mim. Porque a todo momento Deus me dizia: é aqui, é aqui que você deve estar, esse é o caminho que você deve seguir, é o seu Chamado.

E hoje eu tenho certeza que não foi à toa que eu recebi o convite do Corações ao Alto. Foi Deus! Tudo é no tempo dado por Deus. Eu precisava escutar a Deus de forma mais simples. Esse chamado é um chamado para que eu possa realmente servir a Deus.”

Micaely Cardoso de Melo


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *