Shalom

Halleluya a festa que nunca acaba

comshalom

     Acorda. Faz café. Reza. Liga o computador. Começa mais uma reunião de trabalho. Recebe um pedido para ajudar em mais uma transmissão comunitária. Volta pro trabalho. Faz um acompanhamento em chamada de vídeo. Vai pra célula (também online). Faz projetos e pautas para a empresa. Resolve assunto do apostolado. Dorme já na hora de acordar. O dia nasce. Faz tudo de novo.

     Esse ano trouxe consigo a sensação de estar sempre em movimento, ao mesmo tempo em que se está sempre parado. Não há mais limites entre trabalho, casa, apostolado. Tudo fundiu-se num único movimento, e por isso muitas vezes existe o desânimo de participar de mais uma reunião, de mais um evento online. E nesse contexto, por que fazer um Halleluya virtual? Um festival que traz a união, a aglomeração, como um forte traço. Como ser feito assim? Sem encontros presenciais? Afinal, estamos sozinhos…

 Será mesmo que estamos sozinhos?

     Na carta aos Efésios, São Paulo nos faz a revelação que pode mudar a maneira que enxergamos a vida comunitária hoje: “Com toda humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros com amor, procurando conservar a unidade do Espírito pelo vínculo da Paz. Há um só corpo e um só Espírito” (Ef 4, 2-4) Nós já fomos unidos pelo Espírito, e não importa que estejamos separados fisicamente, porque somos um, Deus nos uniu e nos fez um em Seu Espírito! E apenas essa verdade já deve mudar os corações e nos impulsionar a permanecer firmes no hoje! Mas Deus nos dá ainda mais: nos une “pelo vínculo da Paz”! O Shalom do Pai une ainda mais intimamente os corações que inflamados pelo Amor, tudo realizam e a tudo se dispõem!

     Corações que ultrapassam barreiras físicas e no Espírito vão ao encontro de uma humanidade necessitada do Shalom, da Paz perfeita. Corações que estão prontos a assumir o Halleluya virtual sabendo que poderá atingir almas como nunca! Em todos os cantos se celebrará a Festa que Nunca Acaba, e que agora não tem mais limites geográficos! Não temos um palco mundo, porque o mundo hoje é o nosso palco! Um público enorme nos aguarda sim, mas não só na Lapa, no CEU, no Rio de Janeiro, em Fortaleza, mas no Brasil, no mundo! E todos seremos um!

     Na oração sacerdotal, esse foi o apelo do Filho ao Pai: “Como Tu, Pai, estás em mim e eu em ti, que eles estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. Eu lhes dei a glória que me deste para que sejam um, como nós somos um: Eu neles e Tu em mim, para que sejam perfeitos na Unidade e para que o mundo reconheça que me enviaste e os amaste como amaste a mim.” (Jo 17, 21b-23) É chegada a hora da manifestação dos filhos de Deus! Desses que acreditam na eterna novidade do Pai e que ultrapassam todas as barreiras. Avançamos para águas mais profundas, mergulhamos no fundo do oceano, e não dá mais para recuar, para voltar ao que era antes. Avançamos, e precisamos seguir o fluxo desse mar, na certeza que esse é o Tempo de Deus, é o Tempo Favorável!

     Só temos o hoje, e é no hoje que Deus quer realizar não só um festival, mas um transbordamento de graças, que precisa ser agora, pois a graça passa e não podemos perdê-la. Mas o Senhor está conosco, não há nada que Ele não veja, não saiba ou não conduza. Esse tempo não é novidade para Ele, que sabe a melhor forma de conduzir, basta que nós demos o nosso sim e vivamos o hoje com toda a intensidade e com todo o amor que nos impulsiona a sair de nós.

     “Com efeito, o corpo é um e, não obstante, tem muitos membros, mas todos os membros do corpo, apesar de serem muitos, formam um só corpo. Assim também acontece com Cristo. Pois fomos todos batizados num só Espírito para ser um só corpo, e todos bebemos de um só Espírito.” (1Cor 12, 12-13) Sim, estaremos distantes, mas somos todos membros de um só corpo, de um enorme corpo, que alcança todas as partes do mundo. Terá partes desse corpo em todos os cantos, em todas as casas, e em uma só voz, nos unamos para que nossa voz seja ouvida e difundida em muito mais lugares, e que o Espírito alcance ainda mais corações que estarão tão próximos como nunca.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *