Shalom

Jesus vence as aparências

comshalom

“No repouso e na esperança reside a vossa força” (Cf. Is. 30, 15).

Hoje, Sábado Santo, é um dia para vivermos o silêncio. Eric, pregador desta tarde de Retiro de Semana Santa, faz os participantes refletirem o que Jesus, o Filho de Deus, veio fazer neste mundo e diz: “Só vamos entender quando nos calarmos e deixarmos que todas as vozes que existem dentro de nós também se calem”.

Eric diz que existem coisas que só descobrimos depois do silêncio, da solidão, de uma desilusão, um fracasso ou após nos depararmos com a morte de alguém. Esses momentos podem fazer com que se descubra na dimensão do essencial das nossas vidas coisas que estão por debaixo das aparências e impregnadas em nossa vida.

Ele responde que Jesus veio para nos ensinar a rezar, a nos relacionar com Deus em Espírito e em verdade. É necessário que a nossa vida espiritual tenha um impacto em nossa vida interior. “Se não impacta nada dentro de mim, não é essa a oração que Jesus veio ensinar”, afirma Eric. Ele explica que a sua vida precisa se tornar resposta para o mundo de hoje diante do que Deus lhe dá, diante das diversas situações da vida, como por exemplo, o filho que nasceu com síndrome de Down, estudar e não passar em um concurso. É preciso se questionar qual resposta você precisa dar diante dessas situações.

“A nossa vida precisa ser uma resposta de gratidão e de louvor”.

Jesus nos apresentou a mais perfeita ternura, amor e compaixão em três momentos durante sua paixão e morte na cruz, que foram:

1º. O pedido de perdão por aqueles que o maltratavam e ainda justificou dizendo: “Pai, perdoa-lhes, não sabem o que fazem”.

2º. Quando Dimas, o bom ladrão, reconhece em Jesus o filho de Deus e pede para lembrar dele quando Jesus entrar no paraíso. E Jesus diz com amor: “Hoje mesmo estarás comigo no paraíso”.

3º. Jesus que confia sua mãe ao discípulo amado para que ele cuidasse dela. Quando olha para Maria e para João aos pés de sua cruz e diz: “Mulher eis aí o teu filho. João eis aí a tua Mãe”. 

“Jesus vem vencer o nosso orgulho, as nossas aparências e misérias. Vem até nós com sua graça e seu amor. Um Deus que se abaixa por nós”, diz Eric. E reflete que é Deus que nos busca, que se encarna, que nos ama primeiro e nos chama. Essa é a grande diferença da nossa fé.

Suzana Eloia


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *