Mundo

Líbano: Cardeal pede ajuda às nações para reconstrução de Beirute

Capital devastada precisa de ajuda.

"Misteriosa explosão" deixou mais de 4 mil feridos. Foto: agência SIR.

Beirute, a capital do Líbano, foi surpreendida nesta terça-feira, dia 4, com uma terrível explosão em sua zona portuária que deixou até o momento pelo menos 100 mortos e mais de 4.000 feridos. Cardeal Béchara Boutros Rai, patriarca de Antioquia e todo o Oriente, presidente da Assembléia de patriarcas católicos e bispos do Líbano, lançou um apelo após a “misteriosa explosão” que devastou Beiture.

“Beirute está  cidade devastada – escreve o cardeal em seu comunicado enviado à Agência SIR –  está uma catástrofe. Beirute, a noiva do leste e o farol do oeste, está ferida”, disse.  O patriarca maronita fala de “uma cena de guerra sem guerra. Destruição e desolação em todas as suas ruas, bairros e casas. Dezenas de cidadãos perderam a vida; milhares estão feridos; hospitais, igrejas, casas, instituições, hotéis, lojas, edifícios públicos e privados foram atingidos. Centenas de famílias ficaram desabrigadas “, explicou.

Cardeal Béchara Boutros Rai.

Cardeal Rai informou que a Igreja, apesar de ter criado “uma rede de resgate” em todo o território libanês “, hoje enfrenta um novo grande compromisso que não pode assumir por si só, apesar de estar amparando os aflitos, as famílias das vítimas, os feridos e os deslocados, pronta para  recebê-los em suas estruturas “. O patriarca maronita agradece “a todos os estados que expressaram sua vontade de ajudar Beirute” e se dirige “aos outros países irmãos e amigos, aos grandes estados, bem como às Nações Unidas” para se mobilizarem para fornecer ajuda imediata necessária para salvar o país”.

O cardeal também exortou as agências e instituições de caridade dos vários países “a ajudar famílias libanesas, e Beirute em particular, para que possam curar suas feridas e reconstruir suas casas”. “Nos últimos anos – continua o patriarca – o Líbano sofreu catástrofes políticas, econômicas, financeiras e de segurança. É necessária ajuda para nos levantar”.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *