Institucional

Luau das Tribos tem ritmos nordestinos e convite para ser como Maria

A primeira noite do Luau das Tribos 2017 foi marcada por dois ritmos bem nordestinos, mas também por música eletrônica e um clima de oração que invadiu as praias de Tambaú e Cabo Branco, em João Pessoa, nesta sexta-feira (13).

A festa começou com a celebração da Santa Missa, presidida pelo Arcebispo Metropolitano da Paraíba, Dom Manoel Delson, que convidou a assembleia a imitar Maria, “a mulher mais feliz, alegre, santa e bonita porque está cheia do Espírito Santo” e que vive a alegria verdadeira de estar na presença permanente de Deus. Para o bispo, é preciso se decidir a ter a vida “movida pela presença divina daquele que nos criou”.

Depois de fazer comunhão com Jesus Eucarístico, foi a hora da música com o Padre Puan Ramos, que fez um show orante, cheio de hits que fizeram o público cantar junto. “É uma grande alegria essa presença de Deus na vida da juventude. Sempre estive nos bastidores, este ano é uma estréia no palco”, celebrou.

O cantor de forró Naldo José estava impressionado com a quantidade de gente que circula na área do evento. “Sou convertido toda vez que chego na orla de João Pessoa e vejo essa quantidade de gente”, disse antes de subir pela segundo ano consecutivo no palco do Luau.

Naldo fez o público arrastar o pé na areia, rezar pra curar a ‘sofrência’, afogar as mágoas em Jesus, mas também preparou caminho para a adoração ao Santíssimo Sacramento, que aconteceu no palco, conduzida pelo Responsável Local Eder. Foi um momento intenso de oração e entrega, com profecias e curas.

Mas depois do momento de silêncio e oração, foi a vez do Alto Louvor ocupar o palco com seu pagode católico. Vocalista da banda, Itamar destacou que a festa na orla de João Pessoa garante o clima de luau. “A festa tem esse clima de praia, é cara de luau mesmo”, comemorou, prometendo um show dançante, marcado por uma explosão de alegria pelos 15 anos de missão da banda.

Além disso, desde o início do evento foi grande o movimento em busca de oração e aconselhamento e também de confissão. Ian Lucas dos Santos, de 19 anos, aguardava na fila por aconselhamento enquanto celebrava um ano do Luau das Tribos 2016, quando ele entrou na Comunidade Shalom. “O que mais mexeu comigo foi a adoração, foi meu maior encontro com Deus”, lembra o jovem, que em 2017 está servindo no evento.

A programação segue no sábado (14) com missa, shows de Forró da Benção, Missionário Shalom e Ana Gabriela, além do Luau Hits, uma tenda com música eletrônica; o espaço Let’s Play, com jogos e brincadeiras; a lanchonete e livraria; e o Espaço da Misericórdia, onde a adoração acontece enquanto a festa não termina.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *