Shalom

Missão Shalom em Varsóvia completa um ano de atividades

Fruto da JMJ 2016, a missão Shalom em Varsóvia é marcada pela presença dos jovens. Cinco missionários da Comunidade de Vida realizam atividades de evangelização ao mesmo tempo que aprendem a língua e a cultura de São João Paulo II.

Neste mês de novembro, a missão da Comunidade Católica Shalom na capital polonesa, Varsóvia, comemora um ano de atividades. Fruto da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2016 na Polônia, a missão Shalom é marcada pela forte atuação da juventude varsoviense.

Atualmente, cinco missionários da Comunidade de Vida realizam diversas atividades de evangelização ao mesmo tempo que aprendem a língua e a cultura de São João Paulo II. Em entrevista ao comshalom (SH), Isnayde Barreto, responsável pela missão, partilha as graças e os desafios do primeiro ano oficialmente em Varsóvia.

SH: Conta um pouco como a Comunidade chegou em Varsóvia, capital da Polônia.

Isnayde: Com toda a certeza, além da missão de Varsóvia ser um sonho do coração de Deus, claro, pode-se dizer que ela é também um dos frutos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2016 realizada na Polônia e, consequentemente, fruto do desejo do coração dos jovens poloneses.

Contando um pouco de história, aconteceu que no período que antecedeu a JMJ, conhecido como “pré-jornada” e realizado na capital da Polônia, Varsóvia, a Comunidade Shalom marcou presença na cidade com seus peregrinos missionários e jovens da Obra. E antes destes partirem de fato para o evento em Cracóvia, puderam ter ali fortes experiências com os jovens e famílias varsovienses, criando laços de amizade e comunhão, ao mesmo tempo contribuindo com a nossa espiritualidade própria do Carisma, na Unidade, e apresentando também a nossa forma de rezar e alegria de testemunhar Cristo Ressuscitado.

Tudo isso gerou um movimento que partiu dos próprios jovens poloneses em pedir a presença da Comunidade também em Varsóvia (já estávamos em Cracóvia desde 2015) e após os processos normais de uma fundação, em comunhão com a Igreja Local, auxiliados também pelos jovens e pessoas da cidade, foi anunciada oficialmente a fundação de Varsóvia em 2017. Em seguida, foram discernidos os missionários.

SH: Como está o processo de adaptação? Quais as graças e desafios desse tempo?

Isnayde: Cada um vive um tempo diferente, mas, graças a Deus, vamos encontrando um no outro e, principalmente, na vida dos jovens e nas exigências que têm surgido na missão, uma alavanca que nos lança ainda mais nesse processo. Vivemos um caminho que não é muito natural em uma fundação… O natural seria nos dedicarmos aos estudos, contudo, até pela forma que fomos convidados a estar aqui, foi-nos apontado uma outra forma de viver esse aprendizado e inculturação, que é estar com eles e formá-los para, com eles, evangelizarmos, mesmo ainda estando no início da missão.

O desafio é a dificuldade própria da língua – o polonês, de fato, é uma língua difícil! E como graça, os jovens! Não poderia pensar nesse momento como responder a isso de outra forma. No início, as exigências foram um desafio para nós, pois nos preocupamos como poderíamos responder a tudo isso sem o domínio da língua, mas com o passar do tempo, vemos que foi fonte de muitas graças, pois isso foi nos lançando ainda mais na urgência de aprender para responder e evangelizar. Tudo isso, a cada passo, a cada resposta, com o apoio dos nossos jovens.

SH: Quais os trabalhos que a comunidade desenvolve atualmente?

Isnayde: A cada dia, provamos a generosidade de Deus, a sua urgência em evangelizar essa cidade e esse povo. Com três meses de missão, os mesmos jovens que pediram a Comunidade para essa cidade, nos acolheram e foram espontaneamente iniciando um grupo de oração em nossa casa, sem se preocupar em sabermos ou não a língua deles, mas apenas expressavam o desejo de experimentar o Carisma através de nós, algo que há muito tempo eles esperavam.

E, assim, foi começando o nosso primeiro grupo de oração, em inglês, português e polonês. Esse grupo que começou com 7 jovens, hoje, contém 12 jovens, que foram atraídos pelos que já estavam há mais tempo e também através de outras ações, como a lanchonete e a oração carismática. Essa oração foi-nos confiada pelo nosso pároco, em comunhão com um diácono permanente, todos os domingos após a missa, na capela. Nesse momento, nós rezamos por cada pessoa ali presente de forma individual.

E, ainda, há seis meses, começamos um trabalho, em comunhão com os nossos padres responsáveis, de organização e funcionamento de uma lanchonete localizada no porão da Igreja. Essa ação tem sido uma rede de pesca, onde temos vivido aos nossos moldes a evangelização. E, por fim, esse ano começamos também a trilhar um caminho vocacional com 5 jovens, os mesmos que já nos conheciam desde a JMJ. É uma grande graça começar essa missão a partir dos jovens, com os jovens e por meio de uma lanchonete, pois foi  assim que começou a nossa Comunidade há 36 anos. Vemos tudo isso como grande sinal da vontade e do desejo de Deus por essa missão.

SH: Como é a relação com os jovens?

Isnayde: Muito boa! Como já descrevi, somos agraciados por Deus, de forma especial, por serem eles, os jovens, os protagonistas na missão. São eles que já estão à frente de muitas coisas – lanchonete, grupo de oração (alguns deles já coordenam orações comunitárias e organizam momentos de convivência fraterna). Também são muito presente na nossa casa comunitária, manhã de oração, convivências fraternas, orações comunitárias, datas festivas e celebrativas para Comunidade, enfim, é com eles que vamos conduzindo essa missão. Além de tudo isso, conseguimos, neste ano, enviar duas das nossas jovens para Escola de Liderança em Fortaleza, o que trouxe ainda mais graças para a juventude dessa missão.

Galeria de Imagens da Missão

Fotos: Weronika Piórek


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *