Igreja

Moçambique espera o Papa: momento de reconciliação

O Padre Jorge Augusto é o responsável pela comunicação do grupo criado para organizar a visita do Pontífice e concedeu uma entrevista ao colega italiano Amedeo Lomonaco em que fala da motivação da Igreja moçambicana.

Momento de euforia: assim o Padre Jorge Augusto define esses dias que antecedem a chegada do Papa Francisco a Moçambique, primeira etapa de sua viagem que o levará também a Madagascar e Maurício de 4 a 10 de setembro.

O Padre Jorge Augusto é o responsável pela comunicação do grupo criado para organizar a visita do Pontífice e concedeu uma entrevista ao colega italiano Amedeo Lomonaco em que fala da motivação da Igreja moçambicana:

“A situação da Igreja no geral é positiva, muita gente animada não obstante os desastres naturais e as crises econômicas”, afirmou o sacerdote, recordando que há muita expectativa porque grande parte dos católicos não participou da visita 30 anos atrás do Papa João Paulo II. “O momento é de euforia.”

Reconciliação é a palavra-chave

O Padre Jorge Augusto comentou também as três palavras que compõem o lema da viagem – esperança, paz e reconciliação -, que resume a história recente de Moçambique. Das três palavras, realça a reconciliação como elemento crucial para que a população possa efetivamente se reerguer.

“Escolhemos essas três palavras para dar foco à situação do país, que vem de momentos de guerra, de conflito, de ciclones. O povo vai se refazer.”

Outro assunto foi a gestão dos recursos naturais, que poderia promover o desenvolvimento econômico de Moçambique e, consequentemente, de toda a região. Mas o sacerdote afirma com pesar: “Não estamos preparados para gerir os próprios recursos”.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *