Notícias

Moysés Azevedo é presença confirmada no 52° Congresso Eucarístico Internacional, na Hungria

Fundador da Comunidade Católica Shalom estará no evento, onde, juntamente com outros representantes da Igreja do mundo inteiro e o Papa Francisco, poderão reafirmar que Jesus está no meio de nós e se faz presente na Eucaristia, dando-nos força, esperança e alegria para este novo tempo.

comshalom

Neste ano acontece em Budapeste, na Hungria, o 52° Congresso Eucarístico Internacional. Moysés Azevedo, fundador da Comunidade Shalom, participará como uma das autoridades que farão parte da programação oficial. É esperado, com a participação dele, compreender a relação da missionariedade em favor da Igreja, da humanidade e dos jovens, após um encontro pessoal com Ressuscitado que passou pela Cruz, o Cristo que se faz presente na Eucaristia e gera vida, esperança, alegria e impulsiona na evangelização. 

52° Congresso Eucarístico Internacional, na Hungria

Ao ilustrar o programa completo do Congresso, o primaz da Hungria enfatizou que ele será dedicado a eventos não apenas religiosos, mas também momentos de reflexão com o objetivo de aprofundar o espírito do amor cristão pelo mundo. Neste sentido, serão realizados diversos seminários científicos, concertos e testemunhos, além de um simpósio teológico de três dias que precederá o trabalho do Congresso propriamente dito, e para o qual são esperados acadêmicos de todos os continentes.

“Durante a celebração – explicou o primaz da Hungria – mais de 4 mil pessoas irão comungar pela primeira vez, e suas vestes brancas serão confeccionadas por uma cooperativa de pessoas com deficiência”. O Papa Francisco é esperado no Congresso, quando presidirá a Missa conclusiva, marcada para 12 de setembro na Praça dos Heróis. 

Além disso, será também para fortalecer o diálogo entre os cristãos, na certeza de que existem mais coisas que os unem do que as que os dividem. A programação do Congresso inclui, ainda, inúmeras catequeses, várias exposições e outros eventos culturais, bem como um encontro para os jovens.

Presenças confirmadas

O Papa Francisco estará presencialmente neste evento, além deles é esperada a participação de bispos dos cinco continentes, incluindo o arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Orani João Tempesta; o cardeal Andrew Yeom Soo-jung, arcebispo de Seul, Coréia do Sul; o patriarca caldeu da Babilônia, Iraque, cardeal Louis Raphael Sako e o arcebispo Piero Marini, presidente do Pontifício Comitê para os Congressos Eucarísticos Internacionais. 

Importância deste evento

O grande encontro internacional é uma oportunidades de confirmar a fé dos cristãos, reconstruir a identidade da comunidade cristã mediante uma nova evangelização, aprofundar a comunhão com Cristo e com os irmãos, além de trabalhar pela reconciliação dos povos. 

Um Congresso Eucarístico quer ser a convergência de todas as pessoas que professam a fé católica na realidade da Santíssima Eucaristia, e que desejam dar um testemunho público de sua fé na presença real do Senhor Jesus.

Um Congresso Eucarístico, portanto, quer reafirmar essa certeza: Ele está no meio de nós! É um convite a todos os que creem nesta verdade: Vinde e Vede! (Jo 1,39).  Faz convergir realidades, e deseja que surja novos testemunhos quanto à experiência da presença real de Jesus Ressuscitado, que anima, consola e converte fiéis. 

Eucaristia é presença, afirma Moysés, pois foi o próprio Jesus que afirmou que estaria conosco todos os dias da nossa vida. “Ele nos dá a graça e a força de superarmos este mistério da Cruz e Ressurreição. Eucaristia é sacrifício de amor”, complementa ele. Em meio a dor deste tempo de pandemia, não estamos sós, para o fundador, estamos unidos em Cristo, com Cristo e por Cristo. Eucaristia é serviço, esperança, força e confiança. 

Com isso, os atos de adoração implicam compromisso de coerência e autenticidade cristã. Por isso, um Congresso Eucarístico tem implicações teológicas e espirituais, pastorais e missionárias, catequéticas e vocacionais, sociais e políticas, culturais e ecológicas, ecumênicas e inter-religiosas. 

Origem do Congresso Eucarístico

Emilie Tamisier (1834 – 1910), inspirada em São Pedro Julião Eymard (1811 – 1868), fundador da Obra da Adoração Perpétua e da Congregação do Santíssimo Sacramento, chamado o Apóstolo da Eucaristia, e com a ajuda de outros leigos, sacerdotes e bispos e com a bênção do papa Leão XIII,  originou o primeiro Congresso Eucarístico Internacional, em Lille (230km de Paris, França), com o tema: A Eucaristia salva o mundo. Apostavam em uma renovada fé em Cristo presente na Eucaristia como remédio contra a ignorância e a indiferença religiosa.

Com o pontificado de Pio XI, os Congressos Eucarísticos se tornaram internacionais, pois começaram a ser celebrados rotativamente em todos os Continentes, adquirindo uma dimensão missionária e de “reevangelização” (expressão já usada para a preparação do Congresso de Manila de 1937). Os locais de cada Congresso Eucarístico Internacional são escolhidos pelo próprio Papa.

Somente a partir do 37° Congresso, em 1960, celebrado em Munique, foram chamados statio orbis, sendo assim, uma celebração da Igreja Universal para fazer memória do dom de Deus que é a eucaristia oferecida a toda a humanidade, dando vigor às Celebrações Eucarísticas como centro e ápice de todas as várias manifestações e formas de devoção eucarística.

Um Congresso Eucarístico pode ser realizado a nível diocesano, onde participam todo o clero, os religiosos, as religiosas e os fiéis da Diocese que o celebra. Pode ser também Congresso Eucarístico Nacional onde são envolvidas todas as dioceses com bispos, padres, diáconos, seminaristas, religiosos e fiéis de todo o país e Congresso Eucarístico Internacional quando envolve a Igreja de todos os países.

Em toda a cronologia dos congressos, foram adiados apenas duas vezes: durante a Primeira e a Segunda Guerras Mundiais. Após esta última, o evento mundial católico não foi organizado até 1952. Esta é a primeira vez que uma pandemia impede a sua realização.

Participação do Brasil nos Congressos Eucarísticos

Foram realizados 52 Congressos Eucarísticos Internacionais sendo o último em Cebu, nas Filipinas, em janeiro de 2016. O Brasil  assediou o 36º Congresso Eucarístico Internacional, no Rio de Janeiro em julho de 1955 quando se deu a consagração cívica do Brasil ao Sagrado Coração de Jesus.

No Brasil, até agora, já houve 18 Congressos Eucarísticos Nacionais. O primeiro foi realizado em 1933, em Salvador – BA; o último, na cidade de Recife e Olinda -PE, em 2020, com o tema “Pão em todas as mesas!”.

O Papa João Paulo II esteve presente em dois: Fortaleza – CE (1980) e em Natal – RN (1991). Nos outros ele foi representado por um “Enviado Especial”.

Palavras do Papa João Paulo II, em 1980

Em 1980, o Papa João Paulo II veio para o Brasil, com a finalidade de participar do Congresso Eucarístico Nacional. O fato aconteceu no dia 9 de julho em Fortaleza. Um jovem, na época pouco conhecido na cidade, esteve representando toda a juventude. Aos pés do Sucessor de Pedro, Moysés Azevedo, ofertava a própria vida em favor da Igreja, dos jovens e de toda a humanidade. Naquele evento, nasciam as primeiras centelhas do que mais tarde chamaríamos Comunidade Católica Shalom.

Na homília, disse o Santo Padre: “A partir deste momento e por vários dias, Fortaleza se tornou de um modo todo particular, o cenáculo onde se celebra este banquete de que fala a Liturgia, cantando e afirmando a fé da Igreja no Santíssimo Sacramento. […]

É desta consciência, amadurecida na fé, que brota a resposta mais profunda e gratificante à pergunta que orienta a reflexão deste Congresso Eucarístico Nacional: ‘Para onde vais?’. Para que horizontes se dirigem os esforços, com os quais constróis fatigosamente o teu amanhã. Quais são as metas que esperas alcançar através das lutas, do trabalho, dos sacrifícios, a que te submetes no teu dia-a-dia? Sim, para onde vai o homem peregrino pela estrada do mundo e da história? […]

Homens de coração novo, um coração transformado pelo amor: disto precisa o Brasil para caminhar confiante ao encontro de seu futuro. Eis, por isso, a minha oração e o meu augúrio: que esta Nação possa prosperar sempre espiritual, moral e materialmente, animada com aquele espírito fraterno, que Cristo veio trazer ao mundo. Desapareçam, ou se reduzam gradativamente ao mínimo, no seu interior, as diferenças entre regiões dotadas de particular bem-estar material e regiões menos afortunadas. Desapareçam a pobreza, a miséria moral e espiritual, a marginalização, e que todos os cidadãos se reconheçam e se abracem como autênticos irmãos em Cristo! […]

Tudo isso será certamente possível se uma nova era de vida eucarística tornar a animar a vida da Igreja no Brasil. O amor e a adoração a Jesus Sacramentado sejam, pois, o sinal mais luminoso de vossa fé, da fé do povo brasileiro!

Ó Jesus Eucaristia, abençoa a tua Igreja, abençoa esta grande Nação, e dá-lhe a prosperidade calma e a paz autêntica! Amém! “

Possivelmente, inspirado nessas palavras, Moysés, ganhou um ardor, ainda maior, em fazer algo que correspondesse à sede missionária que instigava seu coração. E daquele momento inspirado nas palavras do Papa, temos o que hoje é mundialmente conhecido como Comunidade Católica Shalom. 

Confira o teaser de apresentação do evento:

Serviço

52° Congresso Eucarístico Internacional

Quando: 5 a 12 de setembro de 2021

Site oficial: Congresso Eucarístico Internacional

Instagram: @comshalom

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das notícias.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *