Notícias

O que vestir na quarentena?

“Cuidar do corpo não é sinal de vaidade quando essa motivação é purificada pelo Espírito Santo”. Confira a importância de vestimentas adequadas no dia a dia, mesmo em ambiente domiciliar.

Foto: Unsplash

Estar de quarentena em casa não precisa ser sinônimo de estar o dia inteiro de pijamas, principalmente quando esse “figurino” vem acompanhado de uma preguiça desproporcional. Pensando nisso, o comshalom conversou com a consultora de imagem, Myldre Bandeira. Além de explicar a importância de vestimentas adequadas no dia a dia mesmo em ambiente domiciliar, a consagrada da Comunidade de Aliança deu dicas do que vestir nesse período.

De acordo com Myldre, a imagem pessoal é uma forma de comunicação. “Quando entendemos isso, percebemos o poder que a vestimenta tem. Ela interfere diretamente na nossa autoestima”. Prova disso é que uma pessoa geralmente se sente bem quando está bem vestida. Em casa, cuidar do corpo e da aparência pode ser uma sugestão para afastar os sentimentos de comodismo, de monotonia ou mesmo de tristeza que possam aparecer.

Seleção feita por Myldre Bandeira

A especialista reconhece que nesse período a prioridade das pessoas está voltada para o conforto e a praticidade. Mas adverte: “Não é porque estamos em casa que devemos participar da Santa Missa de qualquer jeito. Para viver bem o momento, precisamos viver por inteiro, por completo, precisamos estar presente, e a vestimenta faz parte disso”. A dica de Myldre é escolher tecidos leves para participar da celebração em casa. Vale destacar que essa sugestão serve para a família toda, incluindo as crianças na medida do possível.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Myldre Bandeira (@myldrebandeira) em

A beleza como via de cura interior

Responsável pelo ministério de ensino da Comunidade Shalom em Fortaleza, Polyana Andrade explica que a beleza é uma via de cura. Por isso, a importância de cuidar do corpo e da aparência. “Cuidar do corpo não é sinal de vaidade quando essa motivação é purificada pelo Espírito Santo”, ressalta. Nesse sentido, ela reforça a motivação de vestir-se bem mesmo estando em casa, pois, “quando ressaltamos o belo que é Deus e que habita em nós, nós evangelizamos”.

Polyana comenta ainda que o cuidado exterior precisa ser um transbordamento daquilo que acontece no interior. Ou seja, na medida em que uma pessoa cresce na experiência com Deus, reconhecendo a sua dignidade e o seu valor, ela vai tendo um novo olhar acerca do seu corpo, da sua aparência e até mesmo da sua postura. A paz que muitos dizem experimentar quando estão perto de determinadas pessoas nada mais é do que a expressão daquilo que Deus faz na alma daquele homem ou daquela mulher.

“A mulher tem a missão de revelar Deus a todos”, afirma a missionária. Para isso, não é necessário exageros em suas vestimentas ou posturas. Contudo, a sobriedade, a modéstia e a castidade devem ajudá-las na escolha da roupa certa. Polyana ainda ressalta que não é porque não há a necessidade de sair de casa que a mulher não deva se arrumar. “Estar bela me faz criar pontes onde não existe diálogo”.

Seleção feita por Myldre Bandeira

É tempo de doação também

Myldre Bandeira afirma que o tempo em casa ajuda a enxergar o que realmente é necessário. Com isso, vale a pena tirar um dia para separar quais roupas podem ser doados.

“Estamos confinados dentro de casa, confinados com o nosso ‘eu’, nosso interior, e estamos percebendo o que real tem valor para nós, estamos vendo que conseguimos viver com pouco, na verdade com o necessário. Estamos sendo podados tanto internamente quanto externamente. Então, que tal fazer essa limpa também no guarda roupa? Pois se está sobrando para você, é porque está faltando para outro”

A evangelização não pode parar, doe agora!

Doação de R$ 10,00 | Doação de R$ 20,00 | Doação de R$ 40,00


Comentários

[fbcomments]

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *