Notícias

Padre Cristiano Pinheiro: A criação carrega dentro de si uma potencialidade eucarística

“ A oferta eucarística é também a nossa oferta”, reforçou o Padre na pregação que abriu o Retiro de Semana Santa da Comunidade Shalom.

comshalom

O Retiro de Semana Santa promovido pela Comunidade Católica Shalom começou hoje (01/04), com mais de 15 mil inscritos em mais uma edição on-line. Na primeira manhã do evento, Padre Cristiano Pinheiro  fala sobre a criação do homem, pregou sobre o tema “O Deus que nos amou primeiro, nos amou até o fim”.

Padre Cristiano começou a sua pregação falando sobre a dimensão da oferta sacrificial de Cristo por cada pessoa humana. Ele recordou que essa oferta é perene e que o sangue derramado é sinal de vida em abundância — por isso as chagas de Jesus são gloriosas e permanentes. “O sangue de Cristo escorre eternamente — assim, somos eternamente lavados e eternamente amados” recordou o sacerdote.

O Padre continua afirmando que “Aquele que nos amou primeiro, nos amará eternamente.” Segundo ele, “Aos pés da Cruz, que é o lugar dos amados e dos amantes do Cordeiro, é possível ver tudo a partir da vitória final e definitiva de Cristo em nossas vidas.”

E reforçou:

“Ali o Amor tinha chegado à sua perfeição. Na Cruz, naquela ‘poderosa fragilidade’ do Filho de Deus Encarnado e Crucificado, na morte, se manifesta o Amor extremo que dá Vida ao mundo, e que É a ‘vida do mundo’.”

O fio de ouro da história da humanidade

“O Cordeiro Vencedor, no Banquete Eucarístico Universal, tem nas mãos ‘o fio de ouro’ da história. E Ele tece a nossa história com fios de ouro. No Shalom, sempre tivemos o hábito de falar da nossa história de salvação pessoal com essa imagem de ‘tecer um fio de ouro’”, recordou o Padre Cristiano, sobre a criação.

E completou:

“Mas também a história da salvação universal, é tecida com os fios dourados do Espírito, nas mãos do Cordeiro que na Cruz abre o livro da Vida, ali, cumprindo a vontade soberana do Pai que cuida de nós, que cuida da humanidade, que cuida da Igreja.”

A oferta que passa por mãos humanas

O sacerdote recordou em sua pregação que a oferta de Cristo passou pela sua carne, sendo assim, a oferta de vida diária de cada homem também deve passar pela concretude da sua existência encarnada aqui nesta terra — com as dores e alegrias próprias do ser humano — elevando o ordinário à condição extraordinária através do amor.

“A oferta eucarística é também a nossa oferta. E o que é que nós ofertamos?”, indagou o Padre.

Ao que respondeu:

“Quando nós fazemos a oferta do pão e do vinho, nós expressamos a própria criatividade humana. Nós levamos para o altar não apenas feixes de trigo como são encontrados na natureza, mas nós trazemos o pão, o trigo trabalhado. Nós não trazemos para o altar os cachos uvas, mas trazemos o vinho, a uva pisada, transformada. O que nós oferecemos a Deus são os frutos da terra, mas não no seu estado original, como foram criados, mas refeitos, reelaborados, recriados, com uma nova forma, a partir do trabalho das nossas mãos”, reforçou o sacerdote.

E completou:

“Neste nosso mundo — apesar de ferido pelo pecado —, nós temos a capacidade e a missão de tomar a criação e de aperfeiçoa-la, fazendo com que ela seja melhor, fazendo da uva, do dom de Deus e fruto da terra, um vinho delicioso. Assim, podemos concluir que a criação não é fechada em si mesma —, mas tem dentro de si uma potencialidade eucarística. No altar do sacrifício eucarístico nós oferecemos pão e vinho, mas também, como Jesus, nós oferecemos a nós mesmos. E não oferecemos apenas o que nós temos, mas o que nós somos.”

“Somos os amigos feridos do esposo que se ofertam por Ele, com Ele e nEle.” 
(Padre Cristiano Pinheiro)

O Padre Cristiano falando sobre a criação lembrou que “isso  já foi enfatizado no Antigo Testamento, no Salmo 40, que é citado pela carta aos Hebreus, no capítulo 10: ‘sacrifícios e oblações não quisestes, mas um corpo tu me preparastes, tu me formastes um corpo e não são animais queimados em oferta pelo pecado que tu reclamas. Então eu disse: Eis que venho, ó Deus, eu venho para fazer a tua vontade’.”

A Eucaristia: celebração da última ceia

Ao concluir a pregação, Padre Cristiano falando sobre a criação comentou que a Celebração Eucarística é a atualização da última ceia — local em que Jesus, com os seus amigos, oferece a si mesmo como o pão da vida que alimenta e como o vinho que purifica todos os pecados da humanidade.

“Meus irmãos, cada vez que nós celebramos a Eucaristia, nós entramos na última ceia. São João Crisóstomo nos dizia que quando nós vemos o padre nos dando a Eucaristia, nós não devemos pensar que é o sacerdote que está fazendo isso, mas que são as mãos de Cristo que estão estendidas. A gente pode aqui, acrescentar: ‘são as mãos de Cristo que oferecem para nós Ele mesmo. O pasta, dando a Eucaristia para você, é o sinal visível das mãos redentoras de Cristo que oferece a Si mesmo pra você, pela sua salvação”, reforça o sacerdote.

E completou, fazendo um pedido aos fiéis:

“Abram as janelas das vossas almas. A eternidade quer se derramar dentro de vocês! E quando ela quiser vos atrair, ofertem tudo, olhem para a Cruz, o dom que o Pai fez para vós, onde Ele lavou os vossos pés para sempre, onde Ele vos purificou definitivamente dos vossos pecados! Vós já recebestes tudo! Este mundo, no qual tantas vezes escolhemos ficar presos, não sabe dar o quer promete! O que é que estamos procurando aqui que tem nos impedido de  ir ao encontro das bodas do Cordeiro? É tempo de oferta! De jogar tudo no fogo! No fogo eterno do Amor”, concluiu Padre Cristiano.

Participe do Retiro de Semana Santa da Comunidade Shalom

Nos próximos dias, a programação do Retiro de Semana Santa da Comunidade Católica Shalom continua — iniciando sempre às 9h, no Canal do YouTube. Você também pode adquirir o livro “Meditações para a Semana Santa” para acompanhar o evento de forma mais próxima, meditando em cada pregação e na Liturgia de cada dia.

[Adquira o E-book com as meditações para a Semana Santa de 2021 clicando aqui]

SAIBA MAIS 

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *