Mundo

Papa já está na Turquia: ecumenismo e diálogo no centro da viagem

comshalom

AP2660006_LancioGrandeO Papa chegou a Ancara por volta das 9h de Brasília após embarcar na manhã desta sexta-feira, 28/11,para a 6ª viagem internacional de seu pontificado, a segunda em três dias. Francisco é o quarto Pontífice a visitar a Turquia e a motivação da viagem é, sobretudo, ecumênica.

Após a chegada a Ancara, Francisco começa a sua visita no Mausoléu de Atatürk, fundador da República da Turquia, seguindo-se a cerimônia de boas-vindas no Palácio Presidencial, a visita de cortesia ao Presidente Tayyip Erdogan e encontros institucionais com as autoridades do país.

Ainda nesta sexta, o Papa vai se reunir com o Primeiro-Ministro turco, Ahmet Davutoglu, e com o Presidente do Diyanet, o Departamento para os Assuntos Religiosos, Prof. Mehmet Gormez. Trata-se da mais alta autoridade religiosa islâmica sunita na Turquia. Não obstante 98% da população seja muçulmana, a Turquia é um Estado laico.

No sábado, Francisco deixa Ancara rumo a Istambul, para visitar o Museu de Santa Sofia, a Mesquita Azul, e celebrar a Santa Missa na Catedral do Espírito Santo.

Mas o ápice da viagem é o encontro de Francisco com Bartolomeu. Não se trata de uma novidade: em maio passado, ambos se reuniram em Jerusalém para celebrar juntos o histórico abraço entre Paulo VI e Atenágoras, 50 anos atrás, depois de séculos de divisões.

Desde então, muitos passos foram dados, mas a unidade permanece um anseio. Para Francisco, a unidade é ainda mais urgente diante das perseguições contra os cristãos. É o que o Papa define como “o ecumenismo de sangue”, isto é, quem persegue e mata não faz distinção entre as várias confissões cristãs.

Além de encontros oficiais, o Papa terá a ocasião de saudar cerca de 100 refugiados iraquianos e sírios, que fugiram da guerra ou que expulsos de suas casas. Esta saudação terá lugar no domingo, em Istambul, ao receber alguns alunos do Oratório Salesiano.

No total, o Papa estará na Turquia durante pouco mais de 48 horas, pronunciando dois discursos e uma homilia, e assinado a Declaração Conjunta com Bartolomeu.

 

Fonte: Rádio Vaticano


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *