Formação

Por que exibições religiosas?

comshalom

<!– /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";}@page Section1 {size:595.3pt 841.9pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:35.4pt; mso-footer-margin:35.4pt; mso-paper-source:0;}div.Section1 {page:Section1;}–>

Entre os esportistas, sobretudo entre jogadores de futebol,tem aparecido diante dos nossos olhos, exibições religiosas dessesprofissionais. Lançam-se beijos paraJesus, usam-se camisetas com inscrições de cunho pentecostal (por que eminglês?), há genuflexões, fazem-se rodas de oração vocal, desenrolam-se faixascom letreiros, apontam-se os indicadores para o espaço celeste. Coisas taisvimos, repetidas, no encerramento da Copa das Confederações, na África do Sul.Há respeito para com os adeptos de outras religiões? Por que fariam isso? Voutentar algumas explicações. Cada leitor vai escolher a que lhe parecer maispróxima da verdade.

 

1 –Tais atletas fariam exibições de religiosidade superior,considerando-se acima das reles superstições alheias, ou além de expressõesreligiosas infantis? Assim ensinariamque a expressão religiosa válida seria só a de cunho bíblico. A democraciasente-se bem com isso?

 

2 – Seria demonstração de que o Pai Celeste tem filhosprivilegiados (os do grupo), aos quais concede generosamente todas as vitórias,e os demais deveriam amargar as derrotas?

 

3 – Seria uma dura afirmação de que Jesus é exclusividade dogrupo, e que os resultados positivos nasceram da iniciativa deles, e queportanto, eles tem a capacidade de manipular a vontade divina?

 

4 – Poderia ser um lance de proselitismo, em favor de seugrupo religioso, uma vez que os meios de comunicação fazem uma coberturagratuita e universal? (Chegam a privilegiar seus símbolos sobre o esporte).

 

5 – Estariam procurando demonstrar que os verdadeiroscavalheiros do esporte, os grandes jogadores, os mais disciplinados, e as peçasmais decisivas do jogo estão dentro de seu grupo, restando aos demais seconsiderarem de segunda categoria? Nãoseria irreal?

 

O caro leitor saberá entender que várias dessas suposiçõessão fracas. Mas outras tem apoio na realidade. Até poderiam ser multiplicadas.Gostaria de dizer que nunca devemos pedir ao Pai Justo, que derrote os nossosadversários, e que nos dê uma vitória retumbante. Todos são seus filhos. O quepodemos pedir é que os esforços, a preparação, a inteligência e o bomplanejamento sejam recompensados. E que vença o melhor. “Vosso Pai faz nascerseu sol sobre justos e injustos” (Mt 5, 45).


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *